Arabe- israelense

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 3 (637 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 3 de fevereiro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
O conflito árabe-israelense

Trabalho realizado por:
Ana Sousa 12ºH Nº23
Professora:
Fátima Veríssimo
Disciplina:
Geografia C

O mundo tem assistido com apreensão ao problema de difícilresolução entre judeus e palestinianos numa luta feroz por um pedaço de terra que ambos reclamam e se acham com direito de possuir a ponto de se odiarem e intolerarem uns aos outros durante gerações.Tudo remonta até aos tempos a seguir á primeira guerra mundial. Com a derrota dos turcos e a consequente desintegração do seu império, a Liga das nações aprovou a declaração Balfour (carta escrita pelosecretário britânico dos assuntos estrangeiros sobre a vontade de facilitar ao povo judeu a povoação de Israel caso a Inglaterra conseguisse derrotar o império otomano) e os ingleses comprometeram-sea não só criarem o estado nacional judeu na região como a activar a emigração judaica entre judeus e árabes.
Os crescentes conflitos entre judeus imigrantes e palestinos árabes obrigaram a que, em1947, a ONU tivesse que intervir e mesmo dividir a Palestina em duas áreas: a Judaica (cerca de 53 % da população) e a Palestina (cerca de 47 %). Contudo, a tensão iria aumentar e de que maneira no anoseguinte, devido não só devido a criação do estado de Israel como também graças á retirada definitiva dos ingleses. Tal facto levou a que os principais países da Liga Árabe (Egipto, Iraque, Líbano eSíria) invadissem a região e desencadeassem a primeira guerra Árabe-israelita (1948-1949), que foi vencida por Israel, que aumentou assim o seu domínio territorial sobre a Palestina (quase um milhão depalestinos foram expulsos.

Sete anos depois e graças às crescentes picardias de fronteiras entre Israel e Egipto, desencadeou-se a segunda guerra Árabe-israelita, também conhecida como Guerra doSuez. Apesar de os egípcios terem contado com ajuda militar soviética, Israel contou com os apoios de França e Inglaterra e saiu novamente vitorioso, conquistando desta vez a Península de Sinai mas...
tracking img