Aquisição da linguagem

Páginas: 16 (3776 palavras) Publicado: 25 de março de 2011
FACULDADE INTERNACIONAL DE CURITIBA
FACINTER

INCLUSÃO E CORPOREIDADE NO COTIDIANO DA PRÁTICA DOCENTE
DISCIPLINAS CURSADAS: Fundamentos para as Necessidades Educativas Especiais, Pesquisa e Prática profissional-Educação Especial, Metodologia do Ensino de Educação Física e Organização Pedagógica Espaços Educativos.

MAIRIPORÃ 2009

Sumário

1.INTRODUÇÃO.................................................................................... 03

2. INCLUSÃO E CORPOREIDADE NO COTIDIANO DA PRÁTICA DOCENTE .............................................................................................. 05

3. CONSIDERAÇÕES FINAIS................................................................ 11REFERÊNCIAS....................................................................................... 13

APÊNDICE 1 – QUESTÕES INDIVIDUAIS............................................ 14

1.INTRODUÇÃO

“Inclusão e Corporeidade no cotidiano da prática docente”

Ao elaborarmos esta produção de aprendizagem, percebemos claramente que o mundo está constantemente mudando e assim se torna visível a necessidade da educação romper tabus.
A inclusão escolar, sempre foi um assuntodelicado, em que educadores, tateavam com idéias utópicas, que permaneceram por anos no papel.
Hoje se faz necessário trata-la como processo certo e determinante, que atingira todos os alunos sem preconceito cultural, social, étnico ou religioso. A escola tem-se aberto a novos grupos sociais, e está reformulando conceitos e conhecimentos.
Houve uma tentativa com a integraçãoescolar, abrangendo turmas especiais dentro do ensino comum, para que todos aprendam igualmente, utilizando para isso todos os recursos necessários.
Entretanto a inclusão é mais radical: exige modificações na perspectiva educacional, no paradigma, trabalhando as diferenças de modo que elas enriqueçam o aprendizado de todos, deficientes ou não, com problemas de aprendizagem ou não. Igualdade não éhomogeneidade: as diferenças são produzidas a todo o momento, e não podem ser passivamente toleradas ou respeitadas, com pena, como se não houvesse mais nada que pudéssemos fazer. A diferença é que deve ser tomada como padrão, pois o normal é que um seja diferente do outro.
O processo de inclusão deve promover uma sociedade que aceite e valorize as diferenças individuais, aprenda a conviverdentro da diversidade humana, através da compreensão e da cooperação. Nessa busca, o espaço educacional deve atender a todos, moldando sua estrutura em função de todos os educando, independente de suas necessidades especiais.
O presente trabalho fez nos perceber a real diferença entre integração e inclusão, fatores que sempre se confundiram.
A metodologia utilizada nesse trabalhoserá a revisão teórica dos livros estudados nessa UTA:
Metodologia de Ensino de Educação Física;
Pesquisa e Pratica Profissional;
Educação Especial;
Organização Pedagógica Espaço;
Além das observações, discussões e reflexões, do grupo que nos possibilitou uma compreensão significativa e abrangente, mostrando nossos pré-conceitos e fazendo com querompêssemos paradigmas pré-formados.

2. INCLUSÃO E CORPOREIDADE NO COTIDIANO DA PRÁTICA DOCENTE.

Até o século XV, crianças com deficiências físicas eram consideradas aberrações e relegadas ao abandono e até mesmo exterminadas por não terem valor social.
Na idade Média, a situação de extermínio passa a ser questionada em decorrência do fortalecimento da igreja, onde osdeficientes encontravam abrigos em igrejas. Na mesma época os deficientes ganhavam funções como: bobos da corte.
Do século XVI ao XIX, pessoas com deficiências físicas e mentais continuam isoladas do resto da sociedade sendo enclausuradas em asilos ou abrigos, pois não se encaixavam aos padrões sociais.
Em 1800 o médico francês, Jean Itard não poupou esforços para educar um menino...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Aquisição de linguagem
  • Aquisição da linguagem
  • Aquisição da linguagem
  • aquisicao de linguagem
  • aquisicao da linguagem
  • Aquisição de linguagem
  • Aquisição da linguagem
  • AQUISIÇÃO DA LINGUAGEM

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!