Aquisição da linguagem de sin

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 14 (3293 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 29 de junho de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
alKARNOPP, Lodenir. Aquisição da Linguagem de Sinais: uma entrevista com Lodenir Karnopp. Revista Virtual de Estudos da Linguagem – ReVEL. Vol. 3, n. 5, agosto de 2005. ISSN 16788931 [www.revel.inf.br].

AQUISIÇÃO DA LINGUAGEM DE SINAIS: UMA ENTREVISTA
COM LODENIR KARNOPP

Lodenir Karnopp Universidade Luterana do Brasil – ULBRA

ReVEL – Em linhas gerais, como ocorre a aquisição dalinguagem em crianças surdas? Lodenir – O que passo a relatar faz parte de minha experiência como professora de surdos, pesquisadora na área de lingüística e intérprete da língua de sinais. Desde o primeiro dia em que comecei a observar surdos usando a língua de sinais, fiquei curiosa na tentativa de entender um pouco mais aquela língua tão diferente da nossa. Essa foi a minha opção em termosprofissionais: passei a estudar lingüística e a decifrar a estrutura gramatical e o modo como essa língua era usada entre os surdos. No curso de Letras realizei paralelamente um curso de Língua de Sinais e posteriormente comecei a trabalhar em uma escola de surdos (Escola Especial Concórdia, em Porto Alegre). língua de sinais. locação). Apresento, em linhas gerais, a aquisição da linguagem por criançassurdas, do nascimento aos cinco anos de idade, descrevendo aspectos do desenvolvimento pré-lingüístico e lingüístico (produção de enunciados de um sinal, enunciados de dois sinais e estágios posteriores). Ingressei no Mestrado em Lingüística e o meu interesse esteve voltado para o entendimento da aquisição da Para isso, focalizei a investigação na aquisição fonológica (entendida como a aquisição dosparâmetros configuração da mão, movimento e

1

As investigações em relação à aquisição da linguagem de crianças surdas procuram colocar os informantes em categorias separadas, considerando o ambiente lingüístico da criança. Assim, temos crianças surdas com pais surdos (ou somente o pai, ou somente a mãe) e crianças surdas com pais ouvintes – o ponto central é saber se a criança surda esteveexposta à língua de sinais. O período do desenvolvimento pré-lingüístico O período pré-lingüístico se inicia quando a criança nasce e finaliza com o aparecimento dos primeiros sinais. A análise de bebês surdos adquirindo a língua dos sinais evidencia que eles produzem gestos que são, quanto à forma, semelhantes aos sinais, mas não possuem significado (Newport & Meier 1986, p. 888). 1999). Umadescrição detalhada sobre o desenvolvimento pré-lingüístico deveria, além de discutir aspectos da produção gestual da criança, incluir também informações sobre a percepção visual da criança e sobre a interação entre o adulto e o bebê no processo de aquisição da língua de sinais. Aqui, entretanto, nos limitamos a discutir prioritariamente os aspectos ligados à produção lingüística. Pesquisas que realizeidurante o mestrado (1994) e o doutorado (1999) com crianças surdas adquirindo a língua de sinais brasileira trazem contribuições para a discussão sobre as primeiras produções lingüísticas. O input visual é, obviamente, necessário para que o bebê passe para etapas posteriores no desenvolvimento da linguagem. Aspectos como o contato visual entre os interlocutores, isto é, o olhar fixo do bebê surdo naface da mãe/ pai, o uso de expressões faciais, a atenção que o bebê surdo coloca no meio visual, a produção de um complexo balbucio manual, de gestos sociais e do 'apontar' são aspectos observados nessa fase. Esse período caracteriza-se pela produção do que é denominado balbucio manual, pelos gestos sociais e pela utilização do apontar (Karnopp,

2

O período pré-lingüístico inclui a produçãodo balbucio manual – produções manuais, corporais e faciais. Nesse sentido, encontram-se registros de que, no primeiro ano de vida, a criança passa por mudanças que vão de um simples choro a um complexo balbucio manual. Surdos e ouvintes produzem gestos manuais muito similares durante o primeiro ano, tornando-se difícil a distinção entre o balbucio manual compartilhado entre bebês surdos e...
tracking img