Aps pedagogia unip interativa

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1469 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 5 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
1) No texto há uma citação sobre o uso que Roland Barthes faz uma linda metáfora poética para descrever o que ele desejava fazer, como professor: maternagem. Como se explica o termo “maternagem”?
Resposta C

a. O professor substituindo a mãe na escola.

b. A mãe substituindo o professor em casa.

c. O professor continuar a fazer aquilo que a mãe faz.

d. A característica materna da “tia”na creche.

e. O sonho da maternidade impossível para o professor.





2) Analogamente à “alfabetizar” enquanto aprender a ler, podemos afirmar que a palavra para designar o aprendizado de música deveria ser:

Resposta D

a. cantar.

b. tocar.

c. ler.

d. dorremizar.

e. musicar.



3) ” Toda experiência de aprendizagem se inicia com uma experiência afetiva. É a fomeque põe em funcionamento o aparelho pensador. Fome é afeto. O pensamento nasce do afeto, nasce da fome. Não confundir afeto com beijinhos e carinhos. Afeto, do latim affetare, quer dizer ir atrás. O “afeto” é o movimento da alma na busca do objeto de sua fome. É o eros platônico, a fome que faz a alma voar em busca do fruto sonhado.”



Refletindo sobre o texto que lemos de Rubem Alves e otrecho acima, do mesmo autor, devemos ter como fome e como fruto sonhado:

Resposta A

a. A literatura é a fome que devemos despertar na criança, a história bem apresentada é o fruto sonhado.

b. A aula de Gramática é a fome que devemos despertar na criança, as análises sintáticas é o fruto sonhado.

c. A literatura é a fome que devemos deixar de lado, para que a história nasça sozinhacomo fruto sonhado.

d. A literatura não é a fome, a história bem contada também não é o fruto sonhado.

e. A aula de literatura só será a fome se tiver todos os preceitos morais e éticos para que o aluno possa ir em busca do sonho sem perigos maiores.





4) O autor Rubem Alves afirma no texto que:

Resposta D

a. seu primeiro livro lido por ele mesmo foi de monteiro lobato.b. Monteiro Lobato foi o maior escritor brasileiro.

c. as histórias de Monteiro Lobato são racistas e discriminadoras.

d. antes de ler Monteiro Lobato, ele o ouviu.

e. os livros escritos por Monteiro Lobato estão ultrapassados.


5) Muitos professores ainda hoje pensam que a literatura tem o dever de ensinar algo à criança. Um conceito que precisamos desconstruir, a fim de quepossamos trabalhar adequadamente com essa forma de expressão artística.



Fazendo uma comparação com o trecho acima e a frase em que Rubem Alves diz: “...Confesso nunca ter tido prazer algum em aulas de gramática ou de análise sintática. Não foi nelas que aprendi as delícias da literatura. Mas me lembro com alegria das aulas de leitura...” Fica claro que a literatura, também na escola, deve servista como:

Resposta A

a. Arte.

b. História.

c. Gramática.

d. Disciplina.

e. Análise sintática.





6) “Vejo, assim, a cena original: a mãe ou o pai, livro aberto, lendo para o filho... Essa experiência é o aperitivo que ficará para sempre guardado na memória afetiva da criança. Na ausência da mãe ou do pai a criança olhará para o livro com desejo e inveja. Desejo,porque ela quer experimentar as delícias que estão contidas nas palavras. E inveja, porque ela gostaria de ter o saber do pai e da mãe: eles são aqueles que têm a chave que abre as portas daquele mundo maravilhoso! Roland Barthes faz uso de uma linda metáfora poética para descrever o que ele desejava fazer, como professor: maternagem: continuar a fazer aquilo que a mãe faz. É isso mesmo: naescola, o professor deverá continuar o processo de leitura afetuosa. Ele lê: a criança ouve, extasiada! Seduzida, ela pedirá: “Por favor, me ensine! Eu quero poder entrar no livro por conta própria...“



Esse trecho do texto nos remete à leitura ouvida como:

Resposta C

a. forma de se aprender sobre a confecção de livros.

b. forma de se memorizar palavras contidas num livro.

c. forma...
tracking img