Apresentação do fenômeno maníaco do parque

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 7 (1559 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 28 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Apresentação do Fenômeno



Maníaco do Parque

Descreveremos a história de Francisco Assis Pereira, cujo ficou conhecido como maníaco do parque, na qual é um criminoso (assassino em série), Brasileiro que estrupou e matou pelo menos seis jovens mulheres e atacou nove no ano de 1998. O referido Parque que menciono é o Parque do estado de São Paulo, situado na região Sul. Nesse localforam encontrados vários corpos das vítimas, uma vez que o local permanecia aberto à noite e não possuía segurança para o controle de passagem de pessoas.


Histórico:
Na época dos assassinatos, Francisco trabalhava como motoboy em uma empresa próxima a delegacia que investigou os crimes. Antes de ocorrer sua prisão, ele havia sido detido como suspeito na mesma, porém logo foi liberado.Francisco ao ver seu retrato falado nos jornais fugiu para o Rio Grande do Sul, passando antes por Argentina para não ser reconhecido. Poucas horas antes do seu desaparecer deixou um bilhete e o jornal sobre a mesa, onde escreve:
- Que lamenta ter de ir embora, pedia desculpas pela forma repentina de sua partida! Infelizmente tem de ser assim.
Assinado Francisco Assis Pereira.No mesmo dia do relato do bilhete, seu chefe percebeu algo errado com o vaso sanitário da empresa; tentou por duas vezes consertar, mas não conseguiu. Na sexta-feira 24, teve de quebrar o encanamento para descobrir a possível causa do entupimento, encontrou um punhado de papéis queimados, misturados aos restos de um churrasco feito no final de semana anterior, no cano de saída do vaso sanitário.Entre os achados, continha a carteira de identidade parcialmente queimada de Selma Ferreira Queiroz, pertencente ao número de vítimas de Francisco; isso alertou seu ex- patrão, que comunicou a polícia.
Durante a fuga Francisco causou desconfiança aos moradores das cidades por onde passou, até que foi denunciado e preso; sendo apreendido em Itaquí e transferido para São Paulo.Após ser capturado, o que chamou a atenção das autoridades foi como conseguiu convencer as mulheres a subir na garupa da moto de um desconhecido.


Infância:

Francisco tem em sua infância típicos traumas sexuais como a maioria dos Seriais killers.
Uma tia materna teria molestado sexualmente na infância e ao decorrer teria desenvolvido uma fixação em seios.
Já adulto, umpatrão teria seduzido, o que levou ao interesse por relações homossexuais; uma gótica teria quase arrancado seu órgão genital com uma mordida, fazendo com que desenvolvesse medo do membro viril. Francisco sofreu uma desilusão amorosa que marcou muito sua vida.
Antes dos crimes o mesmo também mostrou seu outro lado. Tayná um travesti com quem viveu por mais de um ano, constantemente batia emFrancisco com tapas na cara e socos no estômago, exatamente como algumas das sobreviventes de suas vitimas relataram.
Por conta da “gótica” citada anteriormente, fez com que sentisse dor durante o ato sexual, segundo algumas pesquisas a impossibilidade de prazer é que fez com que Francisco cometesse os crimes.


Algumas Vitimas de Francisco:

Elisângela Francisco da Silva tinha21 anos, paranaense, filha de uma família pobre de londrina, vivia em São Paulo com uma tia (Solange Barbosa), desde 1996, por causa das dificuldades financeiras abandonou a escola na 7° série. Depois de ser deixado no shopping Eldorado, na zona Oeste de São Paulo, não foi mais vista, tendo seu corpo em alto estado de decomposição exigiu um duro trabalho para sua identificação.
PatríciaGonçalves Marinho, aos 24 anos nunca revelou a família o sonho de ser modelo, no dia 17 abril ela saiu da casa da avó Josefa, com quem morava e não foi mais vista. Seu corpo foi encontrado em 28 de julho numa área deserta do Parque do Estado, sua identificação só foi possível, pois ao lado de seu corpo foram encontrados roupas e bijuterias. Foi morta estrangulada e estrupada.
Raquel Mota...
tracking img