Apostila soldagem com eletrodo revestido

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 55 (13528 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 21 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
SOLDAGEM COM ELETRODO REVESTIDO

No curso será abordado o processo de soldagem com eletrodo revestido, suas características, técnicas de trabalho, segurança na operação.

2013
Projeto União
Profº. Msc. Douglas Neves Garcia
Monitores: Flávio Machado, Josué Saldanha, Marta Cardozo, Maycon Ferreira.
01/01/2012

Habilidade só se ganha fazendo. - Ralph Waldo Emerson

Conteúdo

CAPÍTULO 1– FUNDAMENTOS DA SOLDAGEM COM ELETRODO REVESTIDO. 7
1 - INTRODUÇÃO 7
2 - FUNDAMENTOS DO PROCESSO 7
3 - VANTAGENS E LIMITAÇÕES 8
6 - APLICAÇÕES 9
CAPÍTULO 2 – SEGURANÇA NOS PROCESSOS DE SOLDAGEM A ARCO. 10
1 - INTRODUÇÃO 10
2 - RISCOS DO PROCESSO 10
2.1 - Calor 10
2.2 - Radiação Não-Ionizante 10
2.3 - Fumos de Solda 10
2.4 - Gases de Solda 11
2.5 - Incêndio e explosão 11
2.6 -Movimentação manual de carga 11
2.7 - Choques elétricos 11
2.8 - Final do Serviço 12
3 - EPI’S OBRIGATÓRIO NO PROCESSO DE SOLDAGEM A ARCO ELÉTRICO 12
CAPÍTULO 3 – TERMINOLOGIA 14
1 - INTRODUÇÃO 14
2 - DEFINIÇÕES 14
3 - TIPOS DE JUNTAS 14
3.1 - Junta de Topo 15
3.2 - Junta Sobreposta 15
3.3 - Junta em "T" (em ângulo) 15
3.4 - Junta de Quina (em ângulo) 15
3.5 - Junta em aresta 16
3.6 – Juntasem Chanfro 16
3.7 - Junta Chanfrada 16
4 - PREPARAÇÃO DA JUNTA 16
5 - TIPOS DE CHANFROS 16
6 – POSIÇÕES BÁSICAS DE SOLDAGEM 18
6.1 -Posição Plana 18
6.2 - Posição Horizontal 18
6.3 - Posição Vertical (Descendente) 18
6.4 - Posição Vertical (Ascendente) 18
6.5 - Posição Sobre Cabeça 18
CAPÍTULO 4 – SIMBOLOGIA DE SOLDAGEM 19
1 - INTRODUÇÃO 19
2 - SIMBOLOGIA 19
3 - USO DOS SÍMBOLOS 22CAPÍTULO 5 – ARCO ELÉTRICO E FONTES PARA SOLDAGEM A ARCO. 24
1 - ARCO VOLTAICO 24
2 - CORRENTE ELÉTRICA 24
3 - TENSÃO ELÉTRICA 25
4 - FONTES PARA SOLDAGEM 25
CAPÍTULO 6 – ELETRODOS PARA SOLDAGEM A ARCO MANUAL. 27
1 - INTRODUÇÃO 27
2 - FUNÇÕES DO REVESTIMENTO 27
3 - TIPOS DE REVESTIMENTO 28
3.1 - Pó de ferro 29
4 - CLASSIFICAÇÃO DOS ELETRODOS 29
4.1 - Classificação AWS 29
4.2 -Classificação ABNT 30
4.3 - Classificação DIN 32
5 - ARMAZENAGEM E CUIDADOS COM OS ELETRODOS REVESTIDOS 34
5.1 - Ação Mecânica 34
5.2 - Absorção de Umidade 34
5.3 - Ressecagem dos Eletrodos 34
5.4 - Envelhecimento 35
CAPÍTULO 7 – EQUIPAMENTOS UTILIZADOS NA SOLDAGEM. 36
1 - INTRODUÇÃO 36
2 - MÁQUINAS PARA A SOLDAGEM 36
2.1- Transformadores 36
2.2 - Gerador para soldagem 37
2.3 - Retificadorpara a soldagem 38
2.4 - Fontes inversoras para soldagem 38
2.5 - Fonte eletrônica para soldagem 38
3 - PORTA - ELETRODO E GRAMPO TERRA 39
4 - CABO DE SOLDAGEM 39
5 - FERRAMENTAS DIVERSAS 40
CAPÍTULO 8 - PROCEDIMENTOS DE SOLDAGEM. 42
1 - INTRODUÇÃO 42
2 - PARÂMETROS DE SOLDAGEM 42
2.1 - Ajuste da Corrente 42
2.2 - Comprimento do Arco 43
2.3 - Velocidade de Avanço 43
2.4 - Ângulo doEletrodo 43
3 - ABERTURA DO ARCO 43
4 - PONTEAMENTO 43
5 - EXECUÇÃO DA RAIZ 44
6 - PASSES DE ENCHIMENTO 44
6.1 - Movimentos do Eletrodo (Tecimento) 45
6.2 - Enchimento por Filetes 46
6.3 - Enchimento por Passes Largos 47
6.4 - Enchimento por Passes Triangulares 47
7 - FATORES A SEREM CONSIDERADOS PARA UMA BOA SOLDAGEM 47
7.1 - Preparação Para a Soldagem. 47
7.2 - Início do Cordão da Solda. 477.4 - Término do Cordão de Solda. 48
CAPÍTULO 9 – DEFEITOS CARACTERISTICOS DA SOLDAGEM COM ELETRODO REVESTIDO. 49
1 - INTRODUÇÃO 49
2 - DIFICULDADE NA ABERTURA DO ARCO 49
3 - DIFICULDADES EM MANTER O ARCO ABERTO 49
4 - PROJEÇÕES 49
5 - AQUECIMENTOS EXAGERADO DO ELETRODO 49
6 - MÁ APARÊNCIA DO CORDÃO DE SOLDA 49
7 – POROSIDADES 49
8 – MORDEDURAS 50
9 - FALTA DE PENETRAÇÃO 50
10 -INCLUSÃO DE ESCÓRIA 50
11 - CORDÃO MUITO ABAULADO OU OCO 50
12 - TRINCAS NO CORDÃO DE SOLDA 50
13 - TRINCAS NO METAL DE BASE 51
14 – TRINCA NA CRATERA 51
15 – FALTA DE FUSÃO 51
16 – TRINCAS NO ZTA 52
17 – DESALINHAMENTO 52
APÊNDICE I: ESPECIFICAÇÃO DE CABOS 53
APÊNDICE II: ESPECIFICAÇÃO DE PORTA ELETRODOS (ALICATES) 53
APÊNDICE III: TABELA COMPARATIVA DAS CLASSIFICAÇÕES DOS ELETRODOS PELA...
tracking img