Apostila de sociofilosofia 1 ano

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 8 (1993 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 16 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Apostila
Filosofia e sociologia

René Descartes

Foi um dos precursores do movimento, considerado o pai do racionalismo, e defendeu a tese de que a dúvida era o primeiro passo para se chegar ao conhecimento.
Descartes viu que os "costumes", a história de um povo, sua tradição "cultural" influenciam a forma como as pessoas pensam naquilo em que acreditam.
Descartes instituiu a dúvida: só sepode dizer que existe aquilo que puder ser provado, sendo o ato de duvidar indubitável. Baseado nisso, Descartes busca provar a existência do próprio eu (que duvida, portanto, é sujeito de algo - ego cogito ergo sum- eu que penso, logo existo) e de Deus.
 O racionalismo é baseado nos princípios da busca da certeza e da demonstração, sustentados por um conhecimento a priori, ou seja,conhecimentos que não vêm da experiência e são elaborados somente pela razão.
"Age de maneira tal que a máxima de tua ação sempre possa valer como princípio de uma lei universal." Assim o filósofo Immanuel Kant formulou o "imperativo categórico". Ao buscar fundamentar na razão os princípios gerais da ação humana, Kant elaborou as bases de toda a ética moderna.
Também consiste o método de quatro regrasbásicas:
* verificar se existem evidências reais e indubitáveis acerca do fenômeno ou coisa estudada;
* analisar, ou seja, dividir ao máximo as coisas, em suas unidades mais simples e estudar essas coisas mais simples;
* sintetizar, ou seja, agrupar novamente as unidades estudadas em um todo
* enumerar todas as conclusões e princípios utilizados, a fim de manter a ordem do pensamento.Influencia, também, a conduta moral que atribui à razão e aos princípios inatos de bondade, entre outros, a capacidade humana de se bem conduzir.

Kant
Resumo
No pensamento kantiano os fundamentos Liberdade, Moralidade e Direito se interligam, onde o homem a partir de uma prudência política acaba por coexistir com amoral. Este princípio da política moral afirma que o povo deve congregar-se aum Estado que se funda no dever. Para Kant o princípio da liberdade deve ser válido para todos, oque precisa prevalecer é a igualdade que deve ser garantida pelo Estado e pelo Direito. Este Estado de Direito kantiano está pautado nas leis que são respaldadas pelo legislativo. Segundo Kant, a liberdade é a condição da lei moral e na sociedade o direito é tão ético quanto a moral, já que a moralgarante a autonomia da razão. É a liberdade que ao realizar-se na moralidade e na legalidade é o alicerce do conceito de direito kantiano

Um princípio da política moral é que um povo deve congregar-se num Estado segundo os conceitos exclusivos da liberdade e da igualdade, e este princípio se funda no dever.
O princípio moral nunca se extingue o homem, e a razão, capaz pragmaticamente de realizaras ideias jurídicas segundo aquele princípio, crescem continuamente em virtude do incessante aumento da cultura, mas com ela cresce também a culpa das transgressões.
O problema moral na filosofia kantiana é aquele que se exprime com a máxima agudeza todo o drama da consciência moderna, ou seja, o drama do homem e da razão entregues a si mesmos.
É a moralidade que nos mostra antes de tudo oconceito de liberdade e que a impõe a nós. A lei moral é o princípio da “dedução” da liberdade. A ideia de liberdade é dada a priori pela razão. A razão pressupõe uma causalidade incondicionada, quer dizer, a liberdade sendo consciente de seu mandamento moral.
O princípio da liberdade não pode valer só para algumas pessoas, mas sim para todos, todos devem gozar da liberdade, já que é esta liberdadeum postulado igualitário. Esta igualdade pregada e priorizada por Kant, que é garantida pelo Estado e pelo Direito, assim como a liberdade, é a igualdade de oportunidade, a igualdade em que todos devem ter direito ao básico.
É possível dizer, então, que Kant através de seu realismo e consciência histórica, considerou seu século como sendo uma etapa crítica, ensinando a ler os acontecimentos...
tracking img