Apatia política

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas: 5 (1030 palavras)
  • Download(s): 0
  • Publicado: 5 de dezembro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
Globalização econômica, política e direito.
1.2. A apatia política
Num mundo globalizado, em que as decisões econômicas alteram os planejamentos estatais no âmbito mundial, os cidadãos sentem-se longe do centro das decisões gerando esvaziamento do poder local, tornando-os meros consumidores. Alain Touraine fala sobre como a globalização, ao esmagar a diversidade cultural e as experiênciaspessoais vem colocando em risco a democracia. Esta faria as instituições trabalharem para a liberdade e responsabilidade pessoais, mas com a padronização e massificação do sujeito seu lugar fica confuso, sente-se como se o mundo criado impusesse sua lógica (a do lucro ou a do poder), sendo possível resistir apenas se houvesse um maior contato com a história e a comunidade.
Esse contato entreindivíduos na comunidade visando democracia é defendido também por Robert W. McChesney, que vê nas corporações, grupos comunitários, e organizações e instituições não mercantis de um modo geral, como meios para os cidadãos se comunicarem e interagirem com seus governantes, porém os princípios excludentes do neoliberalismo (ideologia da globalização) fazem essa consciência comunitária morrer e resta umasociedade atomizada de indivíduos desengajados e que sentem-se socialmente impotentes.
Outro autor que também vê o cidadão como consumidor num mundo globalizado é Octavio Ianni, para ele o desenrolar do capitalismo (weberiano) acabou secularizando-se, porém a visão de trabalho acabou alterando-se, o que era visto como vocação e seu fruto como recompensa tornou-se meio para o hedonismo encontrado noconsumo. Inseridos nessa realidade multidões confundem seus direitos de consumidores com cidadania, originado uma sociabilidade consumista.
Sem perspectiva de vida política eficaz e o mundo ao seu redor conclamando-o a consumir o cidadão busca a satisfação consumista, busca esta, interminável, prendendo-o assim num ciclo de egoísmo em que ele volta-se cada vez mais para si. Esse egoísmo vemacabando com velhos padrões relacionais humanos e por consequência com o elo entre passado e presente. Isso é mais notável nos países capitalistas ocidentais, porém com a crescente deterioração das sociedades e religiões tradicionais é visto em outras partes do globo, porém já é uma consequência esperada desde A Era da Revolução, é o que Eric J. Hobsbawn discorre em seu livro “Breve Século XX”.Envolvido nessa teia da globalização o sujeito esquece-se como cidadão e torna-se um mero súdito, passivo e conformado com esta realidade, com isso a política e a democracia morreriam. Touraine acredita que nesse novo regime o Estado é apenas a “cabeça de um corpo de batalha econômica, científica, militar e política que defende os interesses nacionais em um cenário internacional cada vez maiscompetitivo e perigoso”, tendo como consequência duas opções, a primeira teria a ver com as sociedades civil e política serem reduzidas a estados de mercado, e a segunda seria a sociedade transformar-se em comunidade fechada em si e tendo um Estado comunitário. Sendo que em ambos os casos a democracia desaparece.
Hobsbawn acredita que a teoria do livre mercado rejeita completamente a política, sendo que oconsumidor e suas vontades são soberanas, ligando assim diretamente o ponto mais baixo (consumidor) e o mais alto (responsável pelas decisões políticas), sem deixar espaços para a cidadania ou mesmo para a discussão na esfera pública (para alcançar metas coletivas), assim, esse caminho faz do processo político mero acessório do mercado. Esse individualismo exacerbado é abordado por Milton Santos,mostrando que nas últimas décadas o capitalismo mudou, e não vem mais se baseando na competição, mas na competitividade sem compaixão, e essa competitividade justifica os egoísmos intensos e possessivos na economia (guerra empresarial), na ordem pública (partidos interessados apenas nos votos), na ordem territorial (cidades reclamando soluções particulares) e na ordem social (constituição do...
tracking img