Aparelho auditivo

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1094 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 22 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Disciplina: Anatomia Visceral

Aparelho auditivo: orelha

A orelha é formada por partes externa, média e interna, onde as duas primeiras estão relacionadas principalmente com a transferência de som para a orelha interna, que contém o órgão para o equilíbrio e para a audição.
A orelha externa é formada pelo pavilhão auditivo e omeato acústico externo, que conduz o som até ao tímpano. O pavilhão auditivo é formado por uma lâmina de cartilagem elástica com formato irregular, exceto no lóbulo que é formado por tecido fibroso.É também coberta por uma pele delgada. O pavilhão possui ainda vários acidentes, cuja função é “capturar” e conduzir o som para o meato acústico externo. São esses acidentes: hélice, antélice, escafa,fossa triangular, concha, trago, antítrago e lóbulo. O suprimento arterial da orelha é derivado principalmente da artéria auricular posterior e temporal superficial. Os principais nervos da pele do pavilhão são os nevos auricular magno e auriculotemporal. A drenagem linfática é feita pelos linfonodos parotídeos superficiais, linfonodos mastóideos, linfonodos cervicais profundos esuperficiais(lóbulo).
O meato acústico externo é um canal que segue internamente até a membrana timpânica. Seus dois terços mediais são ósseos e revestido por uma pele fina.
A membrana timpânica é fina, oval e semitransparente na extremidade medial do meato acústico externo. Ela forma a divisão da orelha externa com a orelha média. Essa membrana possui uma concavidade voltada para o meatoacústico externo com uma depressão central crônica rasa, cujo o pico é o umbigo.
A hemorragia na orelha externa resultante de uma traumatismo pode causar um hematoma auricular que nada mais é que uma formação de uma coleção localizada de sangue entre o pericôndrio e a cartilagem auricular, causando distorção dos pontos da orelha. À medida que o hematoma aumenta, compromete o suprimentosanguíneo da cartilagem. Se não for tratada há surgimento de fibrose, resultando numa deformação do pavilhão.
O exame do meato acústico externo e da membrana timpânica começa por retificação do meato. Em adultos a hélice é tracionada póstero-superiormente, reduzindo assim a curvatura do meato acústico externo, e assim, facilitando a entrada do ostocópio. Esse exame permite identificar dor àpalpação, que pode indicar inflamações auriculares.
A otite externa é uma inflamação do meato acústico externo. Freqüentemente esta infecção aparece em nadadores que não secam o meato após nadarem, e/ou pingam remédios no ouvido. Também pode ocorrer por infecção bacteriana do revestimento cutâneo do meato. O indivíduo afetado queixa-se do prurido e dor na orelha.
A orelhamédia ou cavidade timpânica é a câmera estreita cheia de ar na parte petrosa do osso temporal. A cavidade possui duas partes: a cavidade timpânica propriamente dita e o recesso epitimpânico. Essa cavidade está unida à faringe pela tuba auditiva e às células mastóideas pelo antro mastóideo. A função da tuba auditiva é igualar a pressão da orelha média com a da atmosfera, assim, permitindo livremovimento da membrana timpânica.
A tuba auditiva forma uma via para uma infecção passe da parte nasal da faringe para a cavidade timpânica. Essa tuba é facilmente obstruída por edema da mucosa, até mesmo em virtude de infecções leves. Quando a tuba auditiva é obstruída, o ar residual da cavidade timpânica é geralmente absorvido pelos vasos sanguíneos da mucosa, resultando em menor pressão dacavidade timpânica, retração da membrana timpânica e interferência com seu movimento livre. Por fim, a audição é afetada.
O conteúdo da orelha média é composto por: ossículos da audição, músculos estapédio e tensor do tímpano, nervo corda do tímpano (ramo NCVII), plexo timpânico de nervos.
Os ossículos da audição formam uma cadeia móvel de ossos através da cavidade...
tracking img