Apae

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 35 (8566 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 8 de maio de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Agda Patrícia Felizardo, Antonio Manuel Nunes Castelnou

ARQUITETURA, ESPAÇOS DE CONVIVÊNCIA E EDUCAÇÃO ESPECIAL
Agda Patrícia Felizardo*
Antonio Manuel Nunes Castelnou* *

RESUMO:
Este artigo enfoca, de modo geral, a questão do desenvolvimento de espaços de convivência voltados para indivíduos portadores de necessidades especiais. Através de uma revisão bibliográfica e
de umaconceituação básica sobre Educação Especial, pretendeu-se levantar alguns pontos relacionados à concepção e projeto de espaços arquitetônicos que reúnam condições de abrigar as
necessidades pedagógicas para o tratamento desses indivíduos, e, ao mesmo tempo, possibilitem o
pleno desenvolvimento de suas potencialidades e a reincorporação efetiva deles à sociedade que,
por muito tempo, os menosprezou.PALAVRAS-CHAVE: Arquitetura; Projeto; Espaços de Convivência; Educação Especial.

ABSTRACT:
That article focuses, generally speaking, on the subject of the development of spaces for the
interaction of people with special needs. Through a bibliographic review and the conceptualization
of Special Education, it was intended to raise some topics related to the idealization and project of
architecturalspaces that combine all the conditions to shelter the pedagogical necessities for the
treatment of these individuals and, at the same time, make possible the full development of their
potentialities and their real reincorporation into society, which, for a long time, has left them out.
KEYWORDS: Architecture; Architectural Project; Interaction Spaces; Especial Education.

INTRODUÇÃO

115Durante muito tempo, a excepcionalidade nos seres humanos foi considerada sinônimo de loucura. Incompreendida pela maioria das pessoas, era vista como castigo dos céus,
morada do demônio ou ainda um mistério da mente humana que não podia ser desvendado por nós,
meros mortais. Com os avanços da Ciência, começou-se a entendê-la melhor, assim como a buscar formas de tratamento e, principalmente,educação. Os indivíduos ditos excepcionais passaram
a serem vistos sob outros olhos, inclusive com direitos e obrigações diante da sociedade que por
muito tempo os discriminou e isolou. Inúmeras foram as ações que buscaram – e buscam até hoje
– a sua integralização política, econômica, social e cultural. Dotados de características próprias,
eles necessitam cuidados especiais e, portanto,espaços arquitetônicos que possibilitem o seu desenvolvimento completo e verdadeiro.

* Acadêmica (em 2002) do 5º ano do Curso de graduação em Arquitetura e Urbanismo do CENTRO UNIVERSITÁRIO FILADÉLFIA DE
L ONDRINA – U NI FIL. Elaborou seu Trabalho Final de Graduação ( TFG) n a área de Projeto de Edificações, sob o título
“Anteprojeto de um Centro de Convivência Especial em Sertanópolis PR”.
**Orientador do TFG. Arquiteto e engenheiro civil. Mestre em Tecnologia do Ambiente Construído pela ESCOLA DE ENGENHARIA
DE SÃO CARLOS DA UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO – EESC/USP. Doutorando em Meio Ambiente e Desenvolvimento pela UNIVERSIDADE
FEDERAL DO PARANÁ – UFPR. Docente na área de Teoria e História da Arquitetura e Urbanismo no CENTRO UNIVERSITÁRIO FILADÉLFIA
DE LONDRINA – UNIFIL.

T E R R A E CU L T U R A - Nº 43 - Ano 22 - Julho a Dezembro 2006

R
E
V
I
S
T
A

Arquitetura, Espaços de Convivência e Educação Especial

De modo geral, com base nos estudos da Secretaria de Educação do Estado do
Paraná, pode-se dizer que os princípios que regem a educação especial são basicamente três: a
normalização, que deve ser entendida como o objetivo; a integração, como processo; e,finalmente, a individualização, como meio de atingi-la. Estas etapas têm origem muito anterior à
própria história da Educação Especial, sendo fundamentadas em princípios difundidos por vários
movimentos, que, desde muito cedo, estruturaram as políticas de atendimento às pessoas portadoras de necessidades educacionais especiais. Da mesma forma, é importante lembrar que “normalizar” não...
tracking img