Antropologia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 8 (1811 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 12 de outubro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
[pic]

INTRODUÇÃO

O índice de violência, principalmente em casos que envolvem jovens em atos inflacionais, gera na sociedade grande impacto provocando inúmeros questionamentos em relação à responsabilidade dos adolescentes.
Com o aumento dos casos expostos pela a mídia que se refere a pratica de ato infracionais por adolescente o tema abre ampla discussão já quemuitos são os estudos demonstrados que a punição é tão importante quanto a prevenção.
Portanto, é importante pesquisar, analisar para promover um processo de reflexão sobre o tema, verificar quais os limites e possibilidades do adolescentes, para que a ultima alternativa em relação aos jovens seja aplicada de uma medida sócio educativa, mas sim, aumentar a qualidade de vida,principalmente das comunidades mais carentes, visando proporcionar ao adolescente uma melhor integração e um maior fortalecimento pessoal.
É necessário, então verificar as causas e buscar alternativas de solução, analisando possíveis meios para minimizar a crise atual. Desta forma o trabalho pendente apresenta uma forma do adolescente e o ato infracional. Expõe fundamentos do ponto devista jurídico, psicológico e fisiológico acerca do adolescente, pois a adolescência caracteriza se por ser um período marcado de bastantes contradições, sendo de grade confusão para o adolescente.
Decorrem ainda sobre o ato infracional praticado pelos adolescentes, considerado fatores sócias e individuais de interferência. Os fatores que levam um adolescente a se tornarem infratores sãomuitas vezes complexos e variados, a família, os amigos, a televisão, a escola, os grupos sociais e a comunidade em que vivem, interferindo na formação do adolescente e que podem produzir danos individuais e para a sociedade, se ocorrer alguma falha durante o processo de amadurecimento do adolescente.
Traz um percurso histórico e jurídico da criança e do adolescente no pai,mostrando o processo que fez a elaboração do e aprovação do Estatuto da Criança e do Adolescente .que se tornou evolução das leis anteriores de responsabilização do adolescente quando pratica um ato infracional.

DESENVOLVIMENTO

Na adolescência o corpo do jovem passa intensa alterações físicas e psicológicas e biológicas, que podem alterar o humor o comportamento e as suas relações,pois estas mudanças podem abalar a auto estima e o estudo emocional do adolescente. Nesta fase o jovem mostra mais vulnerável as alterações sociais. O período da adolescência é marcado por transformações.
Existe um conflito básico da adolescência, pois o jovem deixa de ser criança para passar as condições de maior responsabilidade ,entrar no mundo dos adultos, desejado e temido,significa para o adolescente a perda definitiva de sua condição de criança.
Por causa disso o adolescente se defronta com muitas pressões, e principalmente por ter que definir seu papel na sociedade, seja devido aos estudos, a profissão, a um emprego, as relações familiares e sociais entre outras. Muitas vezes busca soluções para resolver o problema, até mesmo criminalmente.A adolescência é uma fase de metamorfose. Época de grandes de grandes transformações, de descobertas, e aprendizados. E por, isso, mesmo uma fase da vida que envolve risco, medos, amadurecimento, e instabilidade. As mudanças orgânicas, mudanças típicas dessa faixa etária, podem deixar os jovens agitados, agressivos, cheios de energia e de disposição em um determinado momento, de tedio einsatisfeitos com seu próprio corpo, com escola, com a família, com o mundo e com a própria vida.
A adolescência é uma fase de características bastante peculiares é um período de contradições, confuso, caracterizado por atritos com o meio familiar e social é quando o adolescente se depara com diversas mudanças quando inicia o processo de individualização.
A adolescência...
tracking img