Antropologia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 22 (5486 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 25 de junho de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
INTRODUÇÃO

Conhecer sobre a doutrina cristã do pecado, é muito importante para o Cristão, visto que este, ainda que salvo por Jesus Cristo, continua sendo pecador.

Estudemos, portanto, acerca da doutrina Cristã do pecado, pois cremos Ser de grande utilidade para todos os Cristãos desejosos de obedecer a DEUS, com sua vida o mais distante possível do pecado.1. O QUE É PECADO?

No minidicionário, Aurélio dá a seguinte definição:

• Transgressão de preceito religioso.

• Falta, culpa.

Segundo o conciso dicionário de teologia CRISTÃ, pecado, significa:

• Qualquer ação, atitude ou disposição que fracasse em cumprir ou alcançar de modo completo os padrões de DEUS.

• Pode ser umatransgressão real da Lei De Deus ou uma falha em viver segundo Suas normas.

O dicionário da BÍBLIA, DE JOHN D. DAVIS, nos diz:

• Qualquer falta de conformidade com a Lei de Deus, ou qualquer transgressão desta Lei.

• Pecado de omissão consiste em deixar de fazer o que a Lei de Deus ordena; e pecado de comissão consiste em fazer o que a Lei proíbe.

O teólogo A. B. Langston,define pecado, como sendo:

• Um estado mau da alma ou da personalidade.

Temos aqui, duas definições de cunho secular e quatro de cunho teológico.

Como vimos, não há unanimidade, porém, em qualquer dos casos, encontramos a desobediência em ação, ou a capacidade para a mesma.

À luz da Bíblia Sagrada e na sua expressão mais elementar, podemos afirmar que pecado é:

• Desobediência àvontade de Deus, Rm5.19.

• Prática do mal, 1Pd 3.9-12.

• Iniquidade, 1Jo 3.4.

A desobediência à vontade de Deus pode acontecer, diretamente, ao próprio

Deus, ou indiretamente, através do mau relacionamento com o próximo.

Além disso, a desobediência pode ser voluntária ou involuntária.

Por tudo isto, podemos definir pecado, como segue:

• Transgressão, oudesobediência voluntária ou Involuntária contra Deus, e ou contra os diretos do nosso próximo.

2. O ROTEIRO DO PECADO, ATÉ CHEGAR AO SER HUMANO.

Pelo que podemos verificar na Bíblia Sagrada, ainda que Deus haja criado o

mal, Is.44.24, 45.7, o pecado, nem sempre existiu, visto que, nem sempre houve seres pessoais desobedientes a Deus.

É bom sabermos, que o mal em si, não é pecado.

Pecado é aprática do mal, concretizada ou levada a efeito por um ser pessoal

e inteligente (angelical ou humano).

Por isso, afirmamos que há um roteiro, percorrido pelo pecado, até chegar ao ser humano.

2.1 A CRIAÇÃO SEM PECADO

Ao contemplarmos a criação levada a efeito por DEUS, a qual, está registrada

em Gênesis, capítulos 1 e 2, vemos a declaração de Deus, de que tudo o que

criara eramuito bom, Gn 1.31.

Por isso, afirmamos, quando da criação do universo, este estava isento da presença do pecado.

2.2 O PECADO NA ESFERA ANGELICAL.

Os anjos, os quais são seres pessoais e inteligentes, também foram criados por Deus sem pecado, ou seja, ao serem criados, nenhum deles era pecador. Podemos conferir esta declaração em Ez. 28.11-19 (13-15). A passagem fala do rei de Tiro,entretanto, o rei de Tiro jamais esteve no Éden, jamais foi perfeito, bem como, jamais foi querubim ungido para proteger. Todas estas qualificações cabem, apenas e tão-somente, a um personagem, o diabo, o principal dos demônios, o qual é chamado de belzebu em Mt.12.24; Mc.3.22; Lc. 11.15. Os demônios são os anjos que cederam às maquinações do que fora uma criatura criada em perfeição, mas que se sublevoucontra Deus. As próximas passagens BÍBLICAS nos falam, diretamente dos anjos desobedien-tes, 2Pd. 2.4; Jd. 1.6. Podemos inferir, pela passagem de Ap. 12.3−4 que o diabo conseguiu arrastar após si, pela bajulação e mentira, da qual é pai, Jo. 8.44, a terça parte dos anjos do céu, os quais, na passagem de Apocalipse, são tratados, como estrelas do céu. Portanto, na esfera angelical, ou seja,...
tracking img