Antropologia cultural

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1133 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 5 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
UNIVERSIDADE FEDERAL DO PÁRA
FACULDADE DE CIÊNCIAS SOCIAIS

Antropologia Cultural
Cultura,Etnocentrismo,Relativismo.
Marcia Inara de Aviz conceição

BELÉM
2012
Marcia Inara de Aviz Conceição
Antropologia Cultural
Cultura, Etnocentrismo, Relativismo.

Resenha apresentada a professora Edna Alencar como uma das avaliações para conclusão da DisciplinaAntropologia CulturalI no Curso deGraduação de Ciências Sociais da Universidade Federal do Pará campus Belém.

Belém
2012
Sempre o homem enxergou o mundo através de sua cultura seu modo de vivencia como se fosse a mais normal e a mais natural, é comum achar que a própria sociedade é o centro da humanidade principalmente a nossa Euro – americana, com isso o etnocentrismo torna-se um fato universal, contrapondo, a isso orelativismo sugere conformar e não confrontar as diferenças culturais, mas ouve um grande passeio para se chegar a uma consciência de que a cultura do outro e tal importante que a nossa.
Desde a época de Heródoto(489-424 a.C) quando ele agiu de formar etnocêntrica aos costumes dos Lícios mas logo depois, renunciou sua postura afirmando: “Se oferecêssemos aos homens a escolha de todos os costumes do mundo,aqueles que lhes parecessem melhor, eles examinariam a totalidade e acabariam preferindo os seus próprios costumes, tão convencidos estão de que estes são melhores do que todos os outros”, houve essa busca para explicar as diferenças de comportamentos entre diversos grupos na medida em que estes foram se encontrando.
Se somente seguíssemos a visão evolucionista a cultura seguiria uma história detrajetória única como diz Rocha (1994, p.81) “... é o que comumente se convencionou a se chamar “história da civilização” com isso o mundo ficará reduzido em Egito para Grécia, desta para Roma e por ai vai até o capítulo final tipo “Panorama do mundo atual”, ou seja, primeiramente procurou entender a diversidade através do seu próprio juízo de valores sua endoculturação e o problema, pois, essesvalores procedem de conceitos fixos, morais absolutos, e sabemos que não existem morais absolutas que dura toda a eternidade e isso faz do“outro” um atrasado uma passado que vivi, mas que agora progredi ,evolui. Essa visão evolucionista segundo o autor acima citado poderá ter sido dafusão das teorias de Charles Darwin e os iluministas do século XVIII, e com isso o Antropólogo evolucionistaacreditava que estávamos seguindo um caminho para um estágio superior de civilização, e algumas civilizações eram vistas como atrasadas, porque não acompanharam o mesmo percurso que a nossa e ainda, eles eram vistos como nós no passado então no fundo pensava-se que conhecíamos, pois, em um passado muito distante já havíamos vivenciado tal momento.
O difusionismo veio para escrever a História com “h”minúsculo cada cultura tinha uma especificidade, civilização tinha que ser estudada de forma específica uma visão menos etnocêntrica mais um bom passo para relativização, no século XX chega para antropologianovas ideias e grupos de pesquisadorescomo Fraz Boas, Durkheim, Malinowski, Radcliffe-Brown etc. que irão tentar exorcizar o etnocentrismo da disciplina, mesmo que no censo comum ainda fiqueenraizada um visão de cultura do “eu” absoluto.
Fraz Boas um criativo alemão investigou as diversas áreas do conhecimento humano com isso veio para influencias demais grupos de alunos americanos, onde basicamente predominava o etnocentrismo e através de seus métodos difusionista realizou a compreensão do “outro” classificou seus costumes sua cultura.
Radcliffe-Brown desprende a Antropologia daHistória para abrir espaço para que a sociedade do “outro” mostre-se como ela é. Procurou ver o “funcionamento” de uma sociedade,“... o estudioso, por mais míope que seja se obriga, ao menos, a pensar esta sociedade em seus próprios termos. Com isto, a diferença deixa de ser equacionada em torno do tempo histórico, o que a levava, como no evolucionismo, inexoravelmente para uma hierarquia de...
tracking img