Antropologia cultural

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1210 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 3 de junho de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
INSTITUTO POLITÉCNICO
ESCOLA SUPERIOR DE

ANTROPOLOGIA CULTURAL

ACEC
2ºAno

Índice
Introdução 3
1. Antropologia 4
1.1. Antropologia Social e Cultural 4
2. Antropologia: ciência ou não ciência? 5
2.1. Noção de ciência 5
2.2.Noção de objectividade 5
3. Baseando-me na Revista do Centro e Estudos de Antropologia Social, com o tema ETNOGRÁFICA, volume II, numero 2, 1998cheguei às seguintes conclusões: 5
4. Objecto de estudo 6
5. O objectivo da antropologia 6
6. O Trabalho do antropólogo 7
Conclusão 8
Bibliografia 9

Introdução

Antropologia Cultural etimologicamente, significa “o estudo do homem. Como ciência da humanidade, ela se preocupa em conhecer cientificamente o ser humano na sua totalidade” (Presotto, 1992) Primeiro que tudo éimportante saber o que é a Antropologia, sendo esse o meu principal objectivo. Penso que é um tema pertinente e interessante para a minha área de estudo. Vou tentar abordar, da melhor forma possível, uma área deste vasto tema da antropologia, nomeadamente a Cultural. Irei esquematizar, de seguida, num pequeno parágrafo o que vou tratar. Numa primeira parte irei definir a Antropologia Cultural, de seguidaabordar a objectividade da Antropologia e por fim sucintamente falar do objecto e objectivo da antropologia bem como o papel do antropólogo na sociedade.

1. Antropologia - etimologicamente, o termo antropologia “significa o estudo do homem. Como ciência da humanidade, ela preocupa-se em conhecer cientificamente o ser humano na sua totalidade” (Presotto, 1992) , dividindo-se em antropologiafísica, antropologia social e cultural.

Ser físico

Antropologia estudo do Homem

Ser cultural

As condições ao aparecimento de uma antropologia científica estão reunidas um pouco antes dos meados do século XIX. É estabelecido um princípio orientador para a interpretação dos factos socioculturais: o conceito de evolução.
Entre 1830 e 1840 este princípio está presente emtoda a parte, anima as investigações e as reflexões nos mas diversos campos, biologia, sociologia, filosofia. É ele que vai dar à antropologia o seu primeiro impulso e, ao período que se entende quase até ao final do século, a sua unidade. (Mercier, 1966)

2.1. Antropologia Cultural – É esta “dita ciência” que aborda temas como a língua, a organização económica, social, política e religiosacom “um método privilegiado: a investigação de longa duração e no terreno, a observação participante e a comunicação directa com os agentes sociais, que possuem a sua própria interpretação do mundo” (Augé & Colleyn, 2004).

2. Antropologia: ciência ou não ciência?
3.2. Noção de ciência
O pai das Ciências Sociais, o francês A. Comte considera que a ciência nasceu das necessidadespráticas e aponta como o estado de desenvolvimento do conhecimento humano que superou, quer o estado das primitivas concepções mítico-religiosas, as quais apelavam à intervenção de seres sobrenaturais, quer o da substituição desses seres por forças abstractas.
2.2.Noção de objectividade
É a capacidade de produzir uma linguagem explicativa que possa ser entendida e partilhada pelo maior númeropossível de indivíduos, como por exemplo os cientistas, e ao mesmo tempo, dê aos seus utilizadores a capacidade de intervir no destino da realidade observada.

Depois de definir as palavras ciência e objectividade podemos relaciona-las, afirmando que a ciência é sem dúvida objectiva. Agora surge uma pergunta, será a antropologia uma ciência?

3. Baseando-me na Revista do Centro e Estudos deAntropologia Social, com o tema ETNOGRÁFICA, volume II, numero 2, 1998 cheguei às seguintes conclusões:
“Todo o discurso explicativo que não permite prever o comportamento da realidade sobre a qual incide não pode ser considerado objectivo, mesmo que universalmente partilhado por todos os seres humanos”, ou seja no caso do antropólogo que estuda conceitos como família, parentesco, religião, magia,...
tracking img