Antropologia aplicada ao serviço social

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1013 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 28 de novembro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
CENTRO DE EDUCAÇÃO À DISTANCIA
FACULDADE DE SERVIÇO SOCIAL

ANTROPOLOGIA APLICADA AO SERVIÇO SOCIAL
TUTOR: Artemisa Helena Gomes de Pinho Antunes Gastal

Janaína da Silva Menezes RA 4188263989
Maria Sirlei Otto RA 4189265737
Sabrina Pinz Wally RA 4115208670Pelotas, Junho de 2011.

A música como outras formas de manifestação humana, pode ser vista como um meio de interação social, no sentido que possibilita uma forma de comunicação e inter-relação entre indivíduos do mesmo grupo ou de grupos diferentes.
Através da música pode-se alcançar o contexto vivido em determinada época ou local, as manifestações de contentamento ou inseguranças. A musica tantoserve para a manifestação cultural como a manifestação das insatisfações de um povo, usada muitas vezes como protesto ou disseminação de novas idéias e conceitos culturais e sociais.
Assim, passamos a analisar a musica de um dos artistas mais polêmicos dos últimos anos no Brasil, trata-se da musica Ideologia de Cazuza e Frejat, composta no ano de 1988.
Os anos oitenta no Brasil foram marcadospor uma intensa participação popular. Terminava a ditadura militar e começa a abertura, o fim da censura e a possibilidade de manifestação da população e participação nas decisões políticas.
O povo foi para rua exigir as eleições diretas era o movimento das Diretas Já, que tomou conta do Brasil.
A musica também teve maior expressividade nesta década. principalmente das bandas de rock.Nos anos 80 a nação brasileira viu renascer a democracia no solo brasileiro pelas mãos de seu povo, culminando em 1988 com a nova Constituição Federal que preconizava a garantia dos direitos básicos do cidadão, bem como a consolidação da democracia após muitos anos de ditadura militar.
É neste contexto que muitos músicos manifestam seus pensamentos e ideais através de musicas marcantes, como ocaso da IDEOLOGIA, a seguir descrita.


Meu partido
É um coração partido
E as ilusões
Estão todas perdidas
Os meus sonhos
Foram todos vendidos
Tão barato
Que eu nem acredito
Ah! eu nem acredito…
Que aquele garoto
Que ia mudar o mundo
Mudar o mundo
Freqüenta agora
As festas do "Grand Monde"…
Meus heróis
Morreram de overdose
Meus inimigos
Estão no poder
Ideologia!
Eu quero umaprá viver
Ideologia!
Eu quero uma prá viver…
O meu prazer
Agora é risco de vida
Meu sex and drugs
Não tem nenhum rock 'n' roll
Eu vou pagar
A conta do analista
Prá nunca mais
Ter que saber
Quem eu sou
Ah! saber quem eu sou..
Pois aquele garoto
Que ia mudar o mundo
Mudar o mundo
Agora assiste a tudo
Em cima do muro
Em cima do muro…
Meus heróis
Morreram de overdose
Meus inimigosEstão no poder
Ideologia!
Eu quero uma prá viver
Ideologia!
Prá viver…

Esta música fala sobre os jovens da época que buscavam através da luta e manifestações sociais mudar o mundo e deixa-lo mais humano, e derrepente seus sonhos começam a desmoronar, quando vê os escândalos políticos (Meu partido é um coração partido).
Os sonhos de uma vida melhor, a ilusão de um pais mais humanitárioforam destruídos e passa a ver toda uma geração que antes repudiava o sistema, aceitando e acreditando nas promessas. (que aquele garoto que ia mudar o mundo/freqüenta agora as festas do “Grand Monde).
Quando diz “Ideologia/ eu quero uma pra viver” faz uma critica sobre tudo o que estava acontecendo a ele, que tudo em que ele acreditava antes passou ser apenas ilusão e agora ele esta perguntandoironicamente eu quero uma ideologia um modo de viver.
Percebe-se através da letra desta musica que a redemocratização foi problemática, bem como as promessas não são cumpridos e o surgimento de muitos partidos a partir da abertura não foram capaz de retomar o caminho do desenvolvimento nacional, a esperança depositada na abertura política foi somente uma ilusão onde aqueles que faziam parte do...
tracking img