Antonio

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 8 (1834 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 20 de setembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
TRABALHO
SOCIOLOGIA APLICADA .

Tema:O trabalho, Vídeo Marcos Cavalcante

Aluno: Antonio Carlos nascimento filho.
Curso: Sistema de Informação.

Alguém tem de trabalhar: antigüidade e escravidão
O trabalho era encarado como degradante e, em decorrência, a pouca atenção concedida à invenção técnica se tornou característica das sociedades escravistas.Surgemideologias de reabilitação do trabalho para conferir-lhe estatuto de nobrezaO mundo antigo nunca tratou com nobreza o trabalho. O trabalho seria uma menor, visto ter como fim apenas o suprimento das carências físicas. A escravidão posicionou os trabalhadores na condição de não-cidadãos. Os escravos eram utilizados para livrar os cidadãos das tarefas servis, permitindo à elite consagrar-se melhor à cidade,aos prazeres do corpo ou à investigação e à contemplação das coisas eternas do espírito.
Trabalho: redenção pela penitência
A doutrina do trabalho como pena, castigo se opõe à preguiça, considerada um dos sete pecados capitais, associada à idéia de vício, indolência. A religião utilizou-se da ideologia do trabalho para domesticar, disciplinar os produtores, submetendo-os a desempenhar o papelde humildes e servidores a Deus.O trabalho não era considerado nobre nem fonte de satisfação, já que infindável e tedioso.A partir do século XVI, os ensinamentos religiosos passaram a dar novo sentido ao sofrimento oriundo do trabalho, transformando-o em conformismo, em motivo de orgulho e sacrifício.

Revolução industrial e trabalho
A primeira fase da Revolução Industrial, caracterizada pelaconsolidação do capitalismo industrial, com o predomínio da produção sobre o comércio e as finanças, vai dar lugar à segunda fase, quando o capitalismo industrial cedeu lugar ao capitalismo financeiro, no qual os bancos passaram a controlar empresas industriais e comerciais. As finanças conquistaram a supremacia sobre a produção e a circulação de mercadorias, dando origem aos grandes conglomeradoseconômicos, em substituição da livre concorrência pelo monopolismo. O movimento trabalhista europeu irrompeu com metas de transformação da sociedade capitalista de classes numa sociedade sem classes, de democratização do poder político, melhoria das condições de trabalho e dos salários e proteção da situação dos trabalhadores em caso de doença, invalidez e desemprego, dando provas concretas de quesuas ações pressionavam o poder público com intervenções sociopolíticas que atendessem reivindicações relativas à política salarial, melhoria do padrão de vida e do nível educacional da classe trabalhadorana organização da sociedade.
A expansão da maquinaria, situada na segunda fase da revolução industrial (1850-1900), foi acompanhada de novos avanços tecnológicos. A descoberta da eletricidadecomo força motriz e de combustíveis produzidos do petróleo (como a gasolina), a invenção do rádio, do submarino e dos motores de explosão, sendo o automóvel o invento mais expressivo, dinamizando os setores de transportes marítimos e terrestres, com as ferrovias, enriquecimento das técnicas, ciência aplicada à indústria, impulsionaram a aceleração produtiva, pela expropriação acentuada do trabalhopelo capital e conseqüente depauperamento do trabalhador e enriquecimento do capitalista.

Trajetórias ,culturas e transformações

Novos pensamentos em torno da divisão do trabalho se mostram em ideologias, crenças,. Trabalho na cidade se diferenciava do rural; agricultura, criação, artesanato se transformavam em atividades especializadas; a noção de propriedade avançava para as relaçõesde desigualdade e exploração; Nada mais oportuno, onde possamos mostrar onde as violências são normal hoje em dia , Falta de trabalho, uma educação de qualidade, discriminação, preconceito, pobreza, .O profundo abismo social e econômico que separa nações e pessoas é a marca dessa contemporaneidade. São diferenças que precisam ser superadas a fim de que a história da humanidade seja a de...
tracking img