Antologia poetica

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 18 (4416 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 5 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Introdução

Neste Antologia Poética haverá poemas de autores renomados da Língua Portuguesa como: Camões, Machado de Assis, Castro Alves, Fernando Pessoa e muitos outros, com poemas de diversos temas e estilos literários você verá sobre o a biografia do autor, sua escola literária e uma pequena explicação do poema.
Com Ilustrações que valorizam o tema do poema esta antologia poética foi muitobem elaborada com explicações simples e diretas para quem não tem o hábito de ler.
Devemos ler hoje poesia de todos os estilos de época pois lendo, aprendemos a cultura da época, aprimoramos nosso vocabulário e isso é crucial para uma pessoa.
Pois só assim ela saberá como a cultura se evoluiu do Trovadorismo até a atual que ela vive.

Amor é fogo que arde sem se verAmor é fogo que arde sem se ver;
É ferida que dói e não se sente;
É um contentamento descontente;
É dor que desatina sem doer;

É um não querer mais que bem querer;
É solitário andar por entre a gente;
É nunca contentar-se de contente;
É cuidar que seganha em se perder;

É querer estar preso por vontade;
É servir a quem vence, o vencedor;
É ter com quem nos mata lealdade.

Mas como causar pode seu favor
Nos corações humanos amizade,
Se tão contrário a si é o mesmo Amor?

Luís deCamões

Este soneto de Camões é cheio de metáforas, antítese e outras figuras de linguagem. Devemos ler ele, pois, ele mostra que o amor sempre foi algo difícil de entender inclusive no séc. XVI. Prova disso que o eu lírico não sabe mais o quer, o que se sente e fica na dúvida sobre o amor. Este sonetos é um dos mais famosos da literatura lusófona.

Luís Vaz de Camões (Lisboa 1524 — Lisboa, 10de junho de 1580) foi um célebre poeta de Portugal, considerado uma das maiores figuras da literatura em língua portuguesa e um dos grandes poetas do Ocidente. Sua obra mais conhecida, “Os Lusíadas” é seu Magnum Opus. Hoje a sua fama está solidamente estabelecida e é considerado um dos grandes vultos literários da tradição ocidental.

O Classicismo escola literária da qual Camões fazia parte,ocorreu durando o renascimento. É uma literatura antiga que sofreu várias influências principalmente greco-latinas Suas principais características são: Imitação dos autores clássicos gregos e romanos da antiguidade; Racionalismo: Predomínio da razão sobre os sentimentos; Uso de linguagem sóbria, simples, sem excesso de figuras de linguagem; Universalismo; Nacionalismo; Clareza e simplicidade;Neoplatonismo amoroso; Antropocentrismo.

Memória

Amar o perdido
deixa confundido
este coração.

Nada pode o olvido
contra o sem sentido
apelo do Não.

As coisas tangíveis
tornam-se insensíveis
à palma da mão

Mas as coisas findas
muito mais que lindas,
essas ficarão.
Carlos Drummond de Andrade

O poema Memória fala que o eu lírico estava amando uma pessoa e amesma morreu, então agora ele fica lamentando o amor perdido que agora apenas vive na memória. Devemos ler esse poema, pois além de ser muito belo, faz nós aprimorarmos nosso vocabulário e termos uma reflexão, que infelizmente quem amamos não viverá para sempre.

Carlos Drummond de Andrade (Itabira, 31 de outubro de 1902 — Rio de Janeiro, 17 de agosto de 1987) foium poeta, contista e cronista brasileiro. Formado em farmácia, com Emílio Moura e outros companheiros, fundou "A Revista", para divulgar o modernismo no Brasil. No mesmo ano em que publica a primeira obra poética, "Alguma poesia" (1930), o seu poema Sentimental é declamado na conferência "Poesia Moderníssima do Brasil". Durante a maior parte da vida, Drummond foi funcionário público, embora tenha começado a escrever cedo e...
tracking img