Antologia de cronicas

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 13 (3223 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 4 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
INTRODUÇÃO

Segundo o significado que aparece no dicionário a Crônica: é uma narração que segue uma ordem temporal. A palavra deriva do grego χρόνος ou chrónos (tempo).
Muitas pessoas afirmam que a crônica é uma narração curta que logo é esquecida porque nasce nas páginas de revistas e jornais, porém vemos que com o passar do tempo é um gênero atual que prevalece e que muitos autoresbrasileiros gostam desta forma de expressão, que agrada muito aos leitores e que forma um laço de familiaridade por se encontrar no mesmo lugar, e que pode ser lido de uma maneira tranqüila já que em suas palavras há clareza e simplicidade, sem tirar a importância de cada tema abordado.
No Brasil, a crônica se consolidou por volta de 1930 e atualmente vem adquirindo uma importância maior graças aosexcelentes escritores que resolveram se dedicar a ela, como Rubem Braga e Luís Fernando Veríssimo, além dos grandes autores brasileiros, como Machado de Assis, José de Alencar e Carlos Drummond de Andrade, que também resolveram dedicar seus talentos a esse gênero.
Nesta Antologia, encontram-se cinco crônicas de escritores brasileiros, diferentes aos mencionados acima, que foram escolhidos porquedeixam no leitor uma mensagem importante, bem seja de reflexão, emoção, revolta ou simplesmente divertimento. Cada um deles tem um estilo próprio, capaz de envolver ao leitor numa leitura prazerosa, passeando-o por temas atuais e de controvérsia, transportado-o ao mundo da imaginação
Os autores abordam os mais variados temas: cinema, artes, sexualidade, política nacional e internacional, economia,amor, filosofia, preconceito, temas que rendem admiradores e muitos críticos.
Coloco uma breve biografia de cada um dos autores das crônicas escolhidas.

Affonso Romano de Sant'Anna

É um caso raro de artista e intelectual que une a palavra à ação. Com uma produção diversificada e consistente, pensa o Brasil e a cultura do seu tempo, e se destaca como teórico, poeta, cronista, professor,como administrador cultural e como jornalista.

Com mais de 40 livros publicados, professor em diversas universidades brasileiras, no exterior lecionou nas universidades da Califórnia (UCLA), Koln (Alemanha), Aix-en-Provence (França).
Nascido em Belo Horizonte (1937), desde os anos 60 teve participação ativa nos movimentos que transformaram a poesia brasileira, interagindo com os grupos devanguarda e construindo sua própria linguagem e trajetória.

Data desta época sua participação nos movimentos políticos e sociais que marcaram o país. Embora jovem, seu nome já aparece nas principais publicações culturais do país. Por isto, como poeta e cronista foi considerado pela revista “Imprensa”, em 1990, como um dos dez jornalistas que mais influenciam a opinião de seu país.

Nos duros temposda última ditadura militar, Affonso Romano de Sant'Anna publicou corajosos poemas nos principais jornais do país, não nos suplementos literários, mas nas páginas de política. Poemas como “Que país é este?” (traduzido para o espanhol, inglês, francês e alemão), foram transformados em “posters”, aos milhares, e colocados em escritórios, sindicatos, universidades e bares

Antônio Carlos de FariaJornalista da Folha de São Paulo, publica suas crônicas nas quintas-feiras. Mora no Rio de Janeiro. Foi solicitada sua biografia, via e-mail, porém para o envio da mesma é necessário um pagamento.

Arnaldo Jabor
Rio de Janeiro, 12 de dezembro de 1940 é um cineasta, crítico e escritor brasileiro. Formado no ambiente do Cinema Novo, participou da segunda fase do movimento, que buscavaanalisar a realidade nacional, inspirando-se no neo-realismo italiano e na nouvelle vague francesa. Seu primeiro longa metragem foi o inovador documentário Opinião Pública (1967), uma espécie de mosaico sobre como o brasileiro olha sua própria realidade.
No início dos anos 70, com o recrudescimento da repressão política e da censura, os antigos autores cinemanovistas procuram caminhos metáforicos,...
tracking img