Antimicrobianos

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1058 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 22 de junho de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
ANTIBIÓTICOS E ANTIMICROBIANOS
Estratégias, Planejamento e Seleção
Profa. Carlota Rangel Yagui
corangel@usp.br

AGENTES QUIMIOTERÁPICOS
Substâncias químicas que exercem ação seletiva sobre
organismos ou células invasoras patogênicas
Antihelmínticos
Antiprotozoários
antifúngicos

Antibacterianos
Antivirais
Antineoplásicos

efeito: -cida ou –stático
(depende de pH, temp., dose,fase metabólica do invasor, etc.)
ÍNDICE QUIMIOTERÁPICO:
dose máxima tolerada pelo hospedeiro
dose terapêutica mínima

ANTIBIÓTICOS
Do grego → “contrário à vida”

“Metabólitos microbianos ou análogos sintéticos capazes
de inibir processos vitais de outros organismos, mesmo
em concentrações diminutas, sem causar toxicidade
elevada ao hospedeiro”.
AG. ANTIMICROBIANOS

substânciassintéticas não relacionadas
à produtos naturais capazes de inibir
ou destruir o crescimento microbiano.

Mais de 20.000 antibióticos descritos → sem toxicidade seletiva
Aproximadamente 100 - uso clínico
Combate e profilaxia de infecções, câncer

Histórico
Documentos médicos antigos – preparações de plantas e
animais, pão/queijo mofados, soja fermentada, contra-infecção
com outrosmicrorganismos.
Pouca esperança de cura antes da descoberta da bactéria
observada em microscópio em 1674 por A. V. Leeuwenhoek.

Paul Ehrlich (1872) – afinidade seletiva de corantes por tecidos
de microorganismos, parasitas e células cancerosas em
Pai da Quimioterapia
comparação com o hospedeiro
Pasteur/Joubert (1877) → - B. anthracis por cultura
líquida de bactérias aeróbicas
1935 – Descoberta dasulfanilamida (antimicrobiano)
corante vermelho (Bayer) → atividade in vivo (pró-fármaco)

SULFONAMIDAS
Gênese:

Domagk (1935)

Prontosil rubrum
H2N

NN

sulfanilamida
SO2NH2

NH2

Inativo em culturas in
vitro, ativo em
camundongos in vivo

In vivo

azorredutases

H 2N

SO 2NH2

Ativo contra
Streptococcus
β-hemolíticos

Histórico
Fleming (1929) → descoberta dapenicilina
Florey / Chain (1939) → produção de penicilina
1944 → cultura submersa – ↑ rendimento > 1.000%
Medidas de saúde pública: purificação de
pasteurização do leite, higiene pessoal e educação

água,

1945 → início da procura por novos antibióticos
1959 → obtenção do 6-APA (P. chrysogenum)
penicilinas semi-sintéticas

Situação Atual e Perspectivas
Desenvolvimento de
antibióticosdecresceu
de forma alarmante

Surgimento de cepas multiresistentes aumentou
muito nos últimos 20 anos

Razões:
Uso por curto período de tempo , política de uso racional
Prática clínica incentiva indicações restritas – > especificidade
Testes clínicos para cada potencial indicação
Desenvolvimento de resistência durante testes clínicos
Políticas de redução de preços

Situação Atual ePerspectivas

Bioterrorismo – E.U.A. Incentivo às ind. Farmacêuticas para
desenvolvimento de vacinas e antibióticos

Necessário encorajar mais o desenvolvimento de antibióticos

Maior cooperação indústria - universidade

Ina

tiv
a

çã
o,
re

sis
tên
c ia

cid
ou
tic
o
stá
to
Efe
i
AGENTE
INVASOR

ão

rm
sf o
as
an
ers
otr
dv
Bi
sa
õe

Re

aAGENTE ANTIMICROBIANO

Reações imunológicas
HOSPEDEIRO

Infecção, infestação

Determinação da atividade e espectro
Concentração inibitória mínima (MIC)
concentração que resulta em inibição ≥ 99%
(mínimo que deve atingir o sítio de ação)

Determinação do halo de inibição

diâmetro
do halo

sensibilidade ao antibiótico
concentração de antibiótico

Concentração Mínima Inibitória Concentração Mínima Inibitória

Resistência aos antibióticos
Intrínseca ou adquirida
Emprego generalizado e indiscriminado de antibióticos
Originada por mutação ou transferência genética
MUTAÇÕES: mutações pontuais, transposição de
segmentos de genes, inserções, deleções, inversões
TRANSFERÊNCIA GENÉTICA: plasmídeos, bacteriófagos,
transposição de genes (do plasmídeo para o...
tracking img