Antigo testamento ii - livros historicos

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 37 (9245 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 13 de junho de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
Introdução

A LITERATURA HISTÓRICA DO VELHO TESTAMENTO

Quando se fala da literatura histórica do Velho Testamento, supomos tratar-se dos livros que vão do Gênesis ao livro de Ester. Mas isso não quer dizer, que não haja textos de natureza histórica nos restantes livros bíblicos. Citem-se, por exemplo, o prólogo e o epílogo do livro de Jó, os fragmentos históricos dalguns livrosproféticos como os capítulos 36-39 de Isaías, vários capítulos do livro de Jeremias e a primeira metade do livro de Daniel. Limitar-nos-emos, porém, a estudar os livros de Josué a Ester, vulgarmente considerados, dum modo especial como livros históricos.
QUALIDADES ESTILÍSTICAS
Antes de mais, é de admirar o colorido das descrições, de que é exemplo frisante o ataque noturno de surpresa efetuadopor Gideão e os seus trezentos homens contra os midianitas (Jz 7). Repare-se na preparação dos três esquadrões. Cada soldado empunha uma buzina, um cântaro vazio e uma tocha. Prepara-se o assalto. De repente a cidade é acordada pelo som estridente das buzinas e pelo ruído dos cântaros partidos, que mais se salientam ao clarão das tochas e ao grito uníssono dos soldados: "Eis a espada do Senhor e deGideão". Segue-se uma breve, mas expressiva descrição da confusão e do terror verificados no seio das hostes midianitas. Outros exemplos: o duelo Davi-Golias (1Sm 17); o tribunal de Salomão (1Rs 3); a prova do Monte Carmelo (1Rs 18); e a situação de Hamã (Et 7). O uso freqüente do discurso direto vem dar realce e certa vida a algumas das descrições. O motivo da ação é reproduzido muitas vezes soba forma duma deliberação pessoal, como em 1Sm 17.1. Em certos casos há um diálogo, por vezes, circunstanciado a dar mais colorido e mais vivacidade à narração. Registrem-se os diálogos entre Davi e Saul (1Sm 24) e do mesmo Davi e a mulher de Tecoa (2Sm 14). A este propósito cite-se ainda o uso freqüente de expressões como "eis que", "eis aí", "vede" (cfr. Js 8.20, Jz 3.24, 2Rs 7.6). É assim que onarrador bíblico nos fixa a atenção nos acontecimentos que apresenta, a ponto de nos tornarmos, por assim dizer, testemunhas oculares destes acontecimentos.
Em segundo lugar, havemos de notar que nem sempre se observa uma rigorosa e precisa ordem cronológica, como no livro dos Juízes, onde nos vemos a braços com uma situação complicada. Se admitirmos que todos os juízes mencionados no livrosucederam uns aos outros por ordem cronológica, e lhes contarmos os anos de exercício, vamos ter um número muito mais elevado, que não corresponde à afirmação de 1Rs 6.1: "Sucedeu que no ano de quatrocentos e oitenta, depois de saírem os filhos de Israel do Egito, Salomão... começou a edificar a casa do Senhor". Há que supor uma contemporaneidade nos períodos de atividade de alguns juízes, o quealiás a Bíblia admite na maneira como Jz 10.7 combina a opressão dos filisteus e dos amonitas, embora nos capítulos seguintes se mencione primeiro a guerra com os filhos de Amom (Jz 11-12) e só depois a entrega nas mãos dos filisteus (Jz 13.1).
Como segunda característica dos livros históricos do Velho Testamento, note-se ainda a extensão de certas narrativas a par da concisão e da brevidade deoutras. Como exemplo do primeiro caso é de frisar a história pormenorizada do cerco de Samaria em 2Rs 7, em especial as repetições que parecem acentuar o cumprimento das profecias. Js 10.18 e segs., apresentam-nos um exemplo de concisão ao descrever o caso dos cinco reis escondidos numa cova em Maquedá. Josué, sabedor do caso, assim falou aos seus homens: "Arrojai grandes pedras à boca da cova, eponde sobre ela homens que os guardem; porém vós não vos detenhais; segui os vossos inimigos" (Js 10.18-19). Nem mais uma palavra a indicar que o povo obedeceu prontamente às ordens do seu chefe. Logo a seguir, porém, após o regresso da batalha, narra-se a morte dos reis, que ainda se conservavam prisioneiros na dita cova-sinal evidente de que haviam sido cumpridas as ordens de Josué.
VALOR...
tracking img