Ansiedade generalizada

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 9 (2033 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 24 de junho de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
UNIVERSIDADE DO CONTESTADO – UnC
CAMPUS DE CONCÓRDIA








CÍNTIA APARECIDA ZANELA
IZAQUEU ARAÚJO SILVA













ANSIEDADE GENERALIZADA





















CONCÓRDIA
2011


CÍNTIA APARECIDA ZANELA
IZAQUEU ARAÚJO SILVA













ANSIEDADE GENERALIZADA









Trabalhode pesquisa bibliográfica e de revisão de literatura relativo a disciplina de Técnicas de Entrevista, ministrada pela professora Ana Patrícia Parizotto com o tema Transtorno de Ansiedade.






































CONCÓRDIA
2011
1 INTRODUÇÃO


1. APRESENTAÇÃO DO TEMA



Considerando que este trabalho abordará aansiedade torna-se importante contextualizá-la. Assim, Kierkegaard apud Pessotti (1978, p. 01),




“entende que a ansiedade envolve uma ambiguidade psicológica... é uma antipatia simpatizante e uma simpatia antipatizante”. Já a psicanálise, considera que a ansiedade representa importante papel no processo de adaptação e equilíbrio do indivíduo, estando relacionada com aexperiência de um temor internalizado que pode originar-se de várias fontes do aparelho mental. Para a psicanálise, a angústia (ansiedade) mobiliza os recursos internos do indivíduo para a solução de seu impasse existencial, e conflitos. Reconhecer-se finito, não-onipotente, não-perfeito, passível de morte e desagregação põe por terra a crença narcísica do indivíduo e, somente com a aceitação de suafinitude, com a frustração é que o indivíduo encontra saídas sublimatórias para seus conflitos.




Skinner (1957), afirma que, se um estímulo verbal costuma acompanhar alguma situação, que é o estímulo não condicionado ou previamente condicionado para uma reação emocional, o estímulo verbal eventualmente evoca essa reação. Assim, se alguém tem medo de cobra e se o estímulo verbal cobraacompanhou algumas vezes cobras de verdade, o estímulo verbal, sozinho, pode evocar uma reação emocional.
Pode-se então dizer que a Ansiedade, ânsia ou nervosismo é uma característica biológica do ser humano, que antecede momentos de perigo real ou imaginário, marcada por sensações corporais desagradáveis, tais como: vazio no estômago, coração batendo rápido, medo intenso, aperto no tórax,transpiração etc (FREITAS, 2009).
Ainda segundo Hollander e Simeon (2004), transtornos de ansiedade são as enfermidades psiquiátricas mais freqüentes e resultam em comprometimento funcional e sofrimento considerável.

1.2 PROBLEMA




Ao fazermos um estudo criterioso sobre o tema fica evidente que a ansiedade é um problema que vem atingindo uma parcela significativa da população ea tendência é que o quadro epidemiológico tenha uma crescente significativa, tudo isso em decorrência do estilo de vida atual.
A ansiedade pode se manifestar em algumas pessoas como um sentimento de apreensão desagradável e vago, acompanhado de sensações físicas como vazio (ou frio) no estômago (ou na espinha), opressão no peito, palpitações, transpiração, dores de cabeça, ou falta de ar,dentre várias outras. É um sinal de alerta, que adverte sobre perigos iminentes e capacita o indivíduo a tomar medidas para enfrentar ameaças. Ansiedade é a resposta a uma ameaça desconhecida e vaga (ANSIEDADE, 2004).
Sendo assim, a ansiedade torna a vida dos indivíduos que são acometidos pela mesma, um constante estado de pânico. Amenizar os efeitos deste problema seria significativo para apopulação em geral. Mas para que haja um controle da ansiedade, antes é necessário conhecer as causas de seu surgimento e desenvolvimento.
Diante disso, o presente estudo busca elucidar: Porque a ansiedade atinge uma parcela significativa da população e quais os efeitos sociais na vida do individuo? Também, cabe o seguinte questionamento: quais são as técnicas de entrevista utilizadas...
tracking img