Animais

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 27 (6749 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 26 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
A fauna de Ediacara
Ediacara é o nome de uma região da Austrália onde ocorrem os mais antigos fósseis de metazoários, aqueles com células organizadas em tecidos e órgãos. Por isso, esta ocorrência fóssil está entre as mais importantes do mundo. Por tratar-se apenas de impressões nas rochas, pois estes animais não tinham partes duras tais como conchas ou placas mineralizadas, o estudo da suamorfologia é bastante difícil e, mesmo nos tempos atuais, os paleontólogos não conseguem determinar as afinidades biológicas de alguns destes fósseis. Para ilustrar esta dificuldade, há o caso de um pesquisador estudioso desta fauna que acredita que alguns destes fósseis foram produzidos por restos de liquens! Estes fósseis são encontrados em rochas formadas em ambiente marinho, preservados sobarenitos relacionadas a eventos catastróficos como tempestades e precipitação de cinzas vulcânicas. 
Veja reconstrução da Fauna de Ediacara 
  
 
|[pic]  |[pic]  |
|Amostra nº 01   |Amostra nº 02 |
|Filo Cnidaria  |Nome: Parvancorina minchami  |
|Nome: Cyclomedusa radiata  |Idade: Pré-Cambriano (aprox. 600 m.a.)  |
|Idade: Pré-Cambriano (aprox. 600 m.a.)  |impressão de um crustáceo?primitivo.  |
|Procedência: Morros de Ediacara, Austrália |Procedência: Morros de Ediacara, Austrália |
|  |[pic]  |
| |Amostra n° 4 |
|[pic]  |Nome: Dickinsonia costata  |
|Amostra nº 03  |Idade: Pré-Cambriano (aprox. 600 m.a.)  |
|Nome: Spriggina floundersi, |impressão de um anelídeo,  |
|Idade: Pré-Cambriano (aprox. 600 m.a.)  |Procedência: Morros de Ediacara, Austrália |
|molde externo de um poliqueta (anelídeo)  | |
|Procedência: Morros de Ediacara, Austrália| |


http://www2.igc.usp.br/replicas/ediacara.htm

A origem dos organismos multicelulares: Transição Ediacara e Burgess Shale 
        veja também :  exemplares da fauna de Burgess Shale
1 – EVOLUÇÃO DA VIDA
Embora a terra tenha 4,6 bilhões de anos, a vida só surgiu por volta dos 3,5 bilhões de anos apóso esfriamento e estabilização da crosta terrestre.
A história da vida não se desenvolveu de forma contínua, pelo contrário, é marcada por registros interrompidos em breves (e as vezes instantâneos – em termos geológicos) episódios de extinção em massa, seguidos de diversificação. O surgimento da vida e os episódios de extinção e diversificação só se tornaram conhecidos através de fortes marcas noregistro fóssil.
Os primeiros registros de vestígio de vida foram encontrados na África e Austrália; os estromatólitos, ou seja, camadas de sedimentos capturados e aglutinados pelas células procarióticas (bactérias e cianofícias). Estas camadas se acumulavam umas sobre as outras, à medida que as marés as soterravam e provocavam mudanças em sua superfície.
Os estromatólitos e os organismos...
tracking img