Angola-minas terrestres

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 2 (306 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 31 de agosto de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Minas Terrestres
Desde há sete anos que Angola procura regressar à normalidade. O país tornou-se estável politicamente, mas um dos seus maiores problemas, sãos minas. Quem viajapor Angola encontra facilmente pessoas a quem falta uma, ou por vezes duas pernas. Quase todos os angolanos têm uma história sobre minas para contar.
No conflito de 27 anos, entreo partido do Governo, o MPLA e a UNITA, as minas eram um instrumento eficiente para impedir o avanço do inimigo, ou para isolar uma área. As minas começaram a ser espalhadas em62, no início da guerra pela independência. Hoje os campos continuam a ser minados tanto pelas tropas do governo quanto pelos rebeldes da Unita. Sem terra segura para plantar, oscamponeses estão se deslocando em massa para as áreas urbanas, como Cuito. No caminho, crianças e adultos acabam pisando nos explosivos.

Cidades estratégicas deviam ser defendidas,e as principais infra-estruturas destruídas.

Sete anos após o fim da guerra, as fontes mais pessimistas dizem que por dia morrem dez pessoas em Angola, vítimas de minas, umflagelo que já vitimou cerca de 70 mil angolanos.

Embora não haja números exactos, estima-se que em solo angolano existam ainda hoje, 15 milhões de minas anti-pessoais.

E,não existem mapas com a sua localização. As minas foram colocadas de uma forma aleatória e podem estar em qualquer lado. A provincia central do Huambo, onde se registou a maiorconfrontação entre o MPLA e a Unita durante a guerra, foi uma das zonas mais minadas do país.
As cicatrizes das minas são tão profundas na sociedade angolana que o país tem um concursode beleza no qual participam apenas mulheres feridas em explosões. É o Miss Landmine, com o mote “todas têm o direito de ser bonitas”. O prêmio para a vencedora é uma prótese.
.
tracking img