Anestesia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 8 (1934 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 19 de abril de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Disciplina de Fisiologia Veterinária

FISIOLOGIA DA DOR

Prof. Fabio Otero Ascoli Profa. Maria Alice Kuster A. Gress

INTRODUÇÃO



OS ANIMAIS SENTEM DOR?
ATÉ QUE PONTO A PRESENÇA DA DOR É

PREJUDICIAL A SAÚDE E/OU AO BEM ESTAR
ANIMAL?

INTRODUÇÃO



COMO SE PODE RECONHECER E CLASSIFICAR

A DOR EM ANIMAIS


QUE OPÇÕES TEMOS PARA

TRATAR A DOR EM ANIMAS INTRODUÇÃO



ANOS 80

PRIMEIROS TRABALHOS SOBRE DOR EM

CÃES E CRIANÇAS
(MORTON,

1985)

INTRODUÇÃO

DÉCADA 90- DOR PÓS-OPERATÓRIA INADEQUADAMENTE TRATADA.

“NECESSIDADE DA DOR PARA RESPIRAR BEM E CICATRIZAR MELHOR”

INTRODUÇÃO

BOA PRÁTICA DA MEDICINA

CONTROLE DA DOR

HUMANOS - NO ANO DE 2000 A DOR FOI DETERMINADA COMO O

5 SINAL VITAL

NO ANO DE 2003 O AAHA DENOMINOU ADOR COMO O 4 SINAL
VITAL

FISIOPATOLOGIA
DA DOR


FISIOPATOLOGIA DA DOR

POR QUE CONHECÊ-LA ?
IDENTIFICAÇÃO DOS DIFERENTES “ALVOS”

DE ATUAÇÃO DOS ANALGÉSICOS

FISIOPATOLOGIA DA DOR

POR QUE CONHECÊ-LA ? CONHECENDO O MECANISMO DE

AÇÃO, FICA CARACTERIZADO COMO A
DOR AFETA A HOMEOSTASIA.

FISIOPATOLOGIA DA DOR

DOR – FENÔMENO SENSORIAL

COMPONENTES : -FISIOPATOLÓGICOS - PSICOLÓGICOS - COMPORTAMENTAIS

FISIOPATOLOGIA DA DOR

CONCEITO DOR

(AIED)

“ Experiência sensorial e/ou emocional desagradável, associada ou não ao

dano potencial dos tecidos”

FISIOPATOLOGIA DA DOR

NOCICEPÇÃO

X DOR

FISIOPATOLOGIA DA DOR

Nocicepção – Transmissão e Reconhecimento de impulsos em resposta a um estímulo nocivo


Dor – Forma como a Sensação éExperimentada


FISIOPATOLOGIA DA DOR



Nocicepção

– Ocorre mesmo com paciente inconsciente  Dor – Não é percebida se
o paciente estiver Inconsciente/anestesiado Anestesia X Analgesia

FISIOPATOLOGIA DA DOR

Nocicepção:
Transdução Transmissão

Modulação
Percepção

FISIOPATOLOGIA DA DOR

VIA SENSORIAL PRIMÁRIA
NEURÔNIO DE 3 ORDEM

NEURÔNIO DE 2 ORDEM

NEURÔNIO DE 1ORDEM

FISIOPATOLOGIA DA DOR

NOCICEPTORES


RECEPTORES SENSORIAIS ESPECIALIZADOS

RECEBEM ESTÍMULOS NOCICEPTIVOS

SINAIS ELÉTRICOS

FISIOPATOLOGIA DA DOR

NOCICEPTORES


ALTO LIMIAR ATIVAÇÃO DISPARO PERSISTENTE





INTENSIDADE PROPORCIONAL À INTENSIDADE DO ESTÍMULO

ALTO LIMIAR X BAIXO LIMIAR

FISIOPATOLOGIA DA DOR

FIBRAS C



AMIELÍNICAS OU POUCOMIELINIZADAS
VELOCIDADE DE CONDUÇÃO LENTA



RESPONSÁVEIS PELA DOR DIFUSA

FISIOPATOLOGIA DA DOR

FIBRAS A DELTA
    

DIÂMETRO INTERMEDIÁRIO MIELINIZADAS BAIXO LIMIAR ATIVAÇÃO ALTA VELOCIDADE CONDUÇÃO MODULAM PRIMEIRA FASE DA DOR

FISIOPATOLOGIA DA DOR

FIBRAS A BETA
    

GRANDE DIÂMETRO MIELINIZADAS BAIXO LIMIAR ATIVAÇÃO ALTA VELOCIDADE CONDUÇÃO RESPONSÁVEIS PELASSENSAÇÕES INÓCUAS

FISIOPATOLOGIA DA DOR

Fibras Aferentes Responsáveis pela Informações Nociceptivas

FISIOPATOLOGIA DA DOR
TIPOS DE NOCICEPTORES:


MECANORECEPTORES
ESTIMÚLO MECÂNICOS FIBRAS A delta



TERMORECEPTORES
ESTÍMULOS TÉRMICOS FIBRAS A delta



POLIMODAIS
ESTÍMULOS TÉRMICOS; MECÂNICOS E QUÍMICOS FIBRAS C



SILENCIOSOS
PRESENÇA DE INFLAMAÇÃO FISIOPATOLOGIA DA DOR

Via Aferente de Transmissão da Informação Nociceptiva

FISIOPATOLOGIA DA DOR

TRANSMISSÃO E MODULAÇÃO
AO LONGO DA MEDULA ESPINHAL ATÉ O TÁLAMO

Cinco Vias Ascendentes Principais (Excitatórias)
TRATO ESPINOCERVICAL
TRATO ESPINOTALÂMICO TRATO ESPINORRETICULAR TRATO ESPINOMESENCEFÁLICO TRATO ESPINOHIPOTALÂMICO

FISIOPATOLOGIA DA DOR

Vias Ascendentes Excitatóriasinervam:

Tálamo Mesencéfalo Sistema Límbico Formação Reticular

Localização e Intensidade da Dor Aspectos Afetivos e Cognitivos

FISIOPATOLOGIA DA DOR

Vias Descendentes Inibitórias

São originadas no tronco encefálico  Inibir a descarga de neurônios nociceptivos  Atuam através de inibição de interneurônios excitatórios ou por estimulação de interneurônios inibitórios.


Via Alfa...
tracking img