Android

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 8 (1905 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 20 de janeiro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
UFPRE

Infra-estrutura de Software
Infra-

Escalonamento de Processos
Professor:
Anderson Fabiano B. F. da Costa
afbfc@cin.ufpe.br

Introdução
 O escalonador é a entidade do sistema operacional
responsável por selecionar um processo apto para executar
no processador
 O objetivo é dividir o tempo de forma justa entre os
processos prontos a execução
 Dependendo do tipo de sistema(batch, time-sharing,
multiprogramado ou tempo real) há requisitos e restrições
diferentes na utilização da CPU
 Duas partes
 Escalonador (política de seleção) e Dispacther (troca de
contexto)
2

Objetivos do Escalonamento

Níveis de Escalonamento

 Maximizar a utilização do processador

 Alto Nível: determina quais programas são admitidos no
sistema.
 Limita ainda tempo deexecução, quantidade de páginas a
serem impressas, dificulta o acesso de usuários não
cadastrados.

 Maximizar a produção do sistema (throughput)
 Número de processos executados por unidade de tempo
 Maximizar o tempo de execução (turnaround)
 Tempo total para executar um determinado processo

 Médio Nível ou Intermediário: são governados
principalmente por eventos do tipo do tipoE/S,
determinando o tipo de transação de estado que deve
ocorrer.

 Minimizar o tempo de espera
 Tempo em que o processo permanece na lista de prontos

 Baixo Nível: determina quais processo em PRONTO que
podem passar para o controle da CPU
 É o mais difícil de implementar! (E o mais importante)

 Minimizar o tempo de resposta
3

Estratégia de Escalonamento

 Outranomenclatura: longo, médio e curto prazo

4

Escalonamento FIFO

 Há dois tipos de escalonamento de baixo nível
 Preemptivo e não-preemptivo
 Não-preemptivo: assume controle total da CPU, mantendo
seu controle até concluir o processo.
 É o mais simples, porém, tem a desvantagem de não permitir
que outro processo possa compartilhar da CPU.
 Preemptivo: o SO cede a CPU ao processo, porém poderáo SO retomar o controle da CPU desde que julgue
necessário.

5

 Definição: estratégia na qual o primeiro que entra é o
primeiro que sai (First In First Out).
 O controle da CPU é dado sempre ao processo que está no
sistema há mais tempo.
 Quando um processo é inicializado, o sistema armazena seu
PCB no fim da fila.
 Quando a CPU está disponível, o sistema passa o controle da
CPUao processo que está na frente da fila.
 O processo detém o controle até terminar, quando o SO passa
o controle ao processo da vez.
 Abordagem simples, provocando sobrecarga pequena.
6

1

Escalonamento FIFO

Escalonamento FIFO
Pr ocesso A

Pr ocesso B

Fi l a dos pr ocessos no est ad o de Pr onto
Est ado d e
Cr i ação

Est ado de
Tér mi no

UCP

Pr ocesso C

10

1417

u .t.
Pr ocesso

10

B

4

C

Pr ocesso A

Temp o d e
p r ocessa dor
(u .t. )

A

Est ado de
Espera

3

Pr ocesso B

Pr ocesso C

7

Escalonamento FIFO
First-Come, First-Served (FCFS)
First- Come, FirstProcesso
P1
P2
P3

4

P2

 Tempo de espera para P1 = 0; P2 = 24; P3 = 27
 Tempo de espera médio: (0 + 24 + 27)/3 = 17

0

24

P3

P1 Tempo de espera para P1 = 6; P2 = 0; P3 = 3
0

3

6

 Tempo de espera médio:

30

(6 + 0 + 3)/3 = 3

 Muito melhor do que no caso anterior

P3
27

8

u .t.

 Suponha que o processo chegue na ordem
P2 , P3 , P1
 O diagrama de Gantt para o escalonamento será:

 Suponha que o processo chegue na ordem: P1 , P2 ,
P3. O diagrama de Gantt para o escalonamento será:

P217

Escalonamento FIFO
First-Come, First-Served (FCFS)
First- Come, First-

Burst
24
3
3

P1

7

30
9

Escalonamento pelo processo mais rápido

 Efeito comboio – processo curto atrás de processo longo

10

Escalonamento SJF

 Tipos de estratégias: Uma estratégia que consiste em
priorizar processos rápidos
 Tarefas mais rápido primeiro (Shortest Job First -...
tracking img