Analises criticas marketing profissional

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1159 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 26 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
INTRODUÇÃO



Vender bem está no topo da lista de mandamentos do bom empreendedor no comércio varejista. Uma tarefa nem sempre fácil, pois exige domínio de uma serie de conhecimentos específicos relacionados às atividades de planejamento,organização,gestão e controle de negócio.
Esta hemeroteca é o conjunto de informações que referem-se ao Marketing Profissional,pretende-se que o leitor seenvolva,se empolgue com o material e seja instigado a refletir e a criar alternativas com base no material analisado,alternativas que possam dar sustentabilidade a longo do prazo para seu empreendimento.





CONCLUSÃO


Concluímos que a loja tem uma grande capacidade de estabelecer uma comunicação com o mercado através de vitrines, fachadas, letreiros, iluminação, cores, som e cheiro.Sempre que o varejista oferece vantagens aos consumidores que o diferenciam de seus concorrentes, ele deve investir em comunicação para potencializar os resultados em vendas. Uma boa comunicação deve atrair a atenção do cliente, gerar interesse na mensagem e provocar a vontade de adquirir o produto anunciado.
As ferramentas de comunicação têm seus resultados potencialmente ampliados quando dãosuporte a promoções de vendas. Estas ações devem ser feitas, sempre que possível de forma cooperada com fornecedores e distribuidores.
Uma ferramenta fácil e barata é o marketing direto.A partir de uma agenda de clientes é possível se comunicar com eles diretamente e de maneira personalizada,por meio de mala-direta ou telemarketing.

ÁNALISE CRITICA I
“SCHINCARIOL PASSA A SER CHAMAR BRASIL KIRINEM MEIO A NOVA ESTRATÉGIA”

O jeito é acompanhar de perto a ação dos concorrentes e tirar proveito, sempre que possível, das oportunidades de mercado.
A mudança no nome como estratégia faz com que a antiga Schincariol chame a atenção do público, não só ela como muitas marcas utilizam desse meio para atrair “novos” clientes, dando uma nova roupagem a marca.
A proximidade de concorrentes podepotencializar as vendas,quando é desejável a compra comparada, e pode ser nociva, quando existe saturação de oferta de um tipo de produto em determinada região.
Deve-se perceber também o momento em que é oportuno unir forças com a concorrência por meio do associativismo ou cooperativismo, para prover melhoras para todos.



ÁNALISE CRITICA II
“ CASAS BAHIA TRAZ DE VOLTA GAROTO PROPAGANDA DO “QUER PAGAR QUANTO?”


As Casas Bahia, gigante do varejo brasileiro voltou a vincular comerciais com o antigo garoto propaganda Fabiano Augusto. Após sete anos ele volta em uma campanha a principio pontual onde o bordão é "Nem no meu tempo tinha preço tão baixo assim, gente!”; entretanto não há como apagar da memória o bordão mais famoso e polêmico: "Quer pagar quanto?”.
Segundo boatosFabiano teria sido demitido após aparição descontraída na Parada Gay de São Paulo e a empresa não quis ver sua imagem associada à imagem de um garoto propaganda que tinha comportamento considerado por ela inadequado.
Vemos então a importância de um garoto propaganda, como sua imagem fica vinculada a marca e na mente do público, mesmo causando polemica na vida pessoal o público não deixou de gostar deseu papel como ator do comercial das casas Bahia.
A volta do ator gera curiosidade e comentários e faz com que a população preste atenção aos comerciais muitas vezes rotineiros e repetitivos. Fabiano é um ótimo influenciador para a marca Casas Bahia e o consumidor aceita muito bem sua presença associada empresa.

ÁNALISE CRITICA IV
“NATURA É A MARCA MAIS VALIOSA DO VAREJO NO BRASIL, APONTARANKING”
A Natura é uma empresa que investe em Merchandising no horário nobre. Uma das principais empresas a realizar essa estratégia de marketing.
As práticas de Merchandising podem tanto ser usadas no ponto de venda (PDV), proporcionando informação e melhor visibilidade do produto, marcas ou serviços, com o propósito de motivar e influenciar as decisões de compra dos consumidores. Ou também...
tracking img