Analise swot

BRIC
Brasil - Rússia - Índia - China

Índice
Introdução
Características comuns dos países do BRICs
O peso econômico
O papel de cada país integrante
O Futuro dos BRICs

A formalização dos BRICs

Bibliografia

Introdução
O termo BRIC foi criado para fazer referência ao agrupamento de quatro países Brasil, Rússia, Índia e China, países que se destacaram no cenário mundial pelorápido crescimento das suas economias. Ao contrário do que algumas pessoas pensam, estes países não compõem um bloco econômico, apenas compartilham de uma situação econômica com índices de desenvolvimento e situações econômicas parecidas.
A idéia dos BRICs foi formulada pelo economista da Goldman Sachs, Jim O´Neil, chefe de pesquisa em economia global em estudo de 2001, intitulado “Building BetterGlobal Economic BRICs”. Fixou-se como categoria da análise nos meios econômico-financeiros, empresariais, acadêmicos e de comunicação. E em 2006, o conceito deu origem a um agrupamento, propriamente dito, incorporado à política externa de Brasil, Rússia, Índia e China.
O Goldman Sachs argumenta que, uma vez que estão em rápido desenvolvimento, em 2050, o conjunto das economias dos BRICs pode sefundir ao conjunto das economias dos países mais ricos do mundo atual. Os quatro países, em conjunto, representam atualmente mais de um quarto da área terrestre do planeta e mais de 40% da população mundial.
O Goldman Sachs não argumenta que os BRICs se organizam em um bloco econômico ou uma associação de comércio formal, como no caso da União Europeia. No entanto, há fortes indícios de que "osquatro países do BRIC têm procurado formar um "clube político" ou uma "aliança", e assim convertendo seu crescente poder econômico em uma maior influência geopolítica.

Características comuns destes países:

- Economia estabilizada recentemente;
- Situação política estável;
- Mão-de-obra em grande quantidade e em processo de qualificação;
- Níveis de produção e exportação em crescimento;
-Boas reservas de recursos minerais;
- Investimentos em setores de infra-estrutura (estradas, ferrovias, portos, aeroportos, usinas hidrelétricas, etc);
- PIB (Produto Interno Bruto) em crescimento;
- Índices sociais em processo de melhorias;
- Diminuição, embora lenta, das desigualdades sociais;
- Rápido acesso da população aos sistemas de comunicação como, por exemplo, celulares e Internet(inclusão digital);
- Mercados de capitais (Bolsas de Valores) recebendo grandes investimentos estrangeiros;
- Investimentos de empresas estrangeiras nos diversos setores da economia.

O peso econômico
O peso econômico dos BRICs é certamente considerável. Entre 2003 e 2007, o crescimento dos quatro países representou 65% da expansão do PIB mundial. Em paridade de poder de compra, o PIB dosBRICs já supera hoje o dos EUA ou o da União Européia.
Para dar uma idéia do ritmo de crescimento desses países, em 2003 os BRICs respondiam por 9% do PIB mundial. Já em 2009, as economias dos quatro países somavam 14,3% da economia mundial, com um PIB conjunto de US$ 8,9 trilhões. Considerando o PIB pela paridade de poder de compra, esse índice é ainda maior: US$ 16,3 trilhões, ou 23%.
Até 2006,os BRICs não estavam reunidos em mecanismo que permitisse a articulação entre eles. Isso mudou a partir da Reunião de Chanceleres dos quatro países organizada à margem da 61ª. Assembléia Geral das Nações Unidas, em 23 de setembro de 2006. Este constituiu o primeiro passo para que Brasil, Rússia, Índia e China começassem a trabalhar coletivamente. Pode-se dizer que, então, em paralelo ao conceito“BRICs” passou a existir um grupo que passava a atuar no cenário internacional, o BRIC.
Como agrupamento, o BRIC tem um caráter informal. Não tem um documento constitutivo, não funciona com um secretariado fixo nem tem fundos destinados a financiar qualquer de suas atividades. Em última análise, o que sustenta o mecanismo como tal é a vontade política de seus membros. Ainda assim, o BRIC tem um...
tracking img