Analise lojas americanas

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 4 (848 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 16 de junho de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
FACINTER - Faculdade Internacional de Curitiba
CURSO: Administração de Empresas
PERÍODO: 3º
TURNO: Noite
ALUNOS: Sandro Sanfelice, Paulo Henrique Poletto

Lojas Americanas e Americanas.com, umcaso de sucesso.

As Lojas Americanas foram fundadas em Niterói em 1929, e em seus 83 anos de história já sofreu as mais diversas mutações em sua estrutura, para se manter como uma das maioresredes de varejo do país. Desde sua criação, a Americanas teve como objetivo atender um nicho de clientes específico, pois vendia seus produtos a preços mais baixos, o que na época era raro ou inexistente.Hoje ela continua com essa estratégia de vender muito e vender barato, porém agora também investe em abrangência, com 465 estabelecimentos em 22 estados brasileiros.
As mudanças mais significativas,porém, ocorreram nos últimos 10 ou 15 anos. Em setembro de 1999 foi fundada a Americanas.com, que apesar de ser considerada uma empresa totalmente diferente das Lojas Americanas, utilizou o mesmonome devido ao vinculo de confiança que o público consumidor já tinha na marca.
O ramo do varejo é um dos que mais possuem concorrência, portanto para uma empresa manter-se viva e nas primeiras posiçõesde market share, ela depende basicamente de um bom nível de criatividade para diferenciar-se dos demais. Seja no preço, seja na variedade de produtos, seja nas formas de pagamento ou seja naacessibilidade, as Lojas Americanas estão sempre um passo a frente em relação aos seus concorrentes.
Como qualquer receita de sucesso, seus fundadores souberam identificar uma oportunidade de negócio e osatuais gestores permanecem atentos para as mudanças que ocorrem no mercado de atuação da empresa, por isso investem pesado no mercado online, ao fundir a Americanas.com com a loja online Submarino. Comessa fusão, surgiu o grupo B2W.
A expansão das Lojas Americanas não parou nas lojas físicas e nas lojas virtuais, a empresa adquiriu em 2005 o canal televisivo de vendas Shoptime, ampliando seu...
tracking img