Analise literaria

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 7 (1657 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 15 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
O segredo de augusta
Machado de Assis, considerado um dos expoentes do realismo brasileiro no século XIX, também produziu obras que tinham fortes traços do Romantismo. Contos fluminenses, lançado em 1869 trouxe à tona sete contos do escritor. A obra é na verdade uma compilação desses escritos do autor carioca, que foram publicados em forma de folhetim nos jornais oitocentistas. Maria Marta deSenna (2006) aponta que o livro não era de um novato no mundo das letras, entretanto, foi a partir desse que Machado aventurou-se pela primeira vez na prosa de ficção. Por ser uma obra de estréia, o leitor não encontrará em Contos Fluminenses a força e a complexidade psicológica das personagens e narradores dos contos reunidos na obra Histórias sem data, publicada quinze anos depois. Todavia, nesseseu primeiro trabalho em prosa Machado já começava a delinear seu estilo. Sendo assim, no conto O segredo de Augusta, notamos algumas passagens recheadas de ironias e críticas à sociedade fluminense, que são desferidas tanto pelo narrador como pelas personagens.
A narrativa analisada neste trabalho inicia-se com o narrador conduzindo o leitor até a casa de Augusta, uma linda mulher de trintaanos, que é casada com Vasconcelos. O casal possui uma filha de quinze anos, Adelaide. A esposa, uma mulher dotada de extrema vaidade, possui um enorme medo de ver a filha casada. O marido, por sua vez, não se preocupa, no começo da narrativa, com o casamento da filha. Deste modo, não dá tanta importância ao pedido de Gomes — companheiro da sociedade equivocada — que pede a mão de Adelaide emcasamento. Entretanto, isso muda quando Vasconcelos — homem boêmio e libertino — recebe a visita de José Brito, um credor, que lhe além de cobrar uma dívida, avisa ao devasso esposo que a sua fortuna está arruinada. Desesperado, Vasconcelos, após perambular pelas ruas do Rio de Janeiro, tem a idéia de casar a filha com Gomes, uma vez que ele imaginava que o amigo rico poderia ser a sua tábua de salvação.No entanto, Adelaide rejeita a idéia de contrair as núpcias, da mesma maneira que a mãe também não aprova o plano do marido, nem mesmo quando ele revela que a família está falida. Lourenço, cunhado de Augusta, a pedido da sobrinha tenta convencer o irmão que Adelaide não deve se casar com um homem dissoluto como Gomes. Destarte, empreende esforços para que o matrimônio não se realize, e é dessemodo, que consegue descobrir que o futuro esposo da jovem, devido aos gastos excessivos, outrossim não possuí recursos financeiros. A partir disso, Lourenço avisa que, da mesma forma que Vasconcelos, Gomes almeja o casamento para tentar restituir a fortuna. O dedicado tio da moça também aconselha ao irmão revelar para o pretendente à mão da jovem, que ele não tem dinheiro. O libertino marido  segueos conselhos do irmão. Assim sendo, chama o futuro esposo da filha para conversar. As descobertas do irmão se confirmam, quando Gomes, tal como Vasconcelos, diz que realmente não possui uma fortuna. O amigo de libertinagem ainda tenta manter a proposta do casamento, contudo decide protelar o mesmo até se restabelecer financeiramente. Após esse fato, Vasconcelos decide  contar tudo a esposa. Porém,é surpreendido com a conversa dela com uma amiga, Carlota. Augusta confidencia a companheira seu segredo, que consiste no seu medo de ser avó. Fato esse que faz o libertino esposo dar uma reprimenda na esposa, chamando-a de egoísta. No dia seguinte, Vasconcelos manda uma carta a Gomes dizendo que não haveria casamento, dado que ele não conseguira convencer a filha a aceitar o matrimônio. Anarrativa encerra-se com narrador nos dizendo que Gomes e Vasconcelos e conversam como “dois amigos que nunca foram, ou como dous velhacos que são”.
O segredo de Augusta, narrado em terceira pessoa, apresenta para o leitor um narrador onisciente, posto que conhece tudo acerca da história; ele também pode ser classificado como um narrador onipresente, já que está presente em todos os lugares da...
tracking img