Analise introdutoria

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 2 (285 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 24 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
No Idade Média, o trabalho era tomado como uma coisa só para escravos, e a nobreza ficava apenas no ócio. Senhores feudais não se importavam nem como iriam se sustentar, apenasdestituíam alguns pedaços de terra e os servos se encarregam de lhe pagar com comida.
Na Idade Moderna, a situação começa a se alterar: o crescente interesse pelo trabalhojustifica-se pela ascensão dos burgueses, vindos de segmentos de antigos servos, acostumados ao trabalho manual, que compram sua liberdade e dedicam-se ao comércio.
Ao contráriodo trabalho humano que, por mais corriqueiro que seja, primeiro se faz na forma de pensamento. A aptidão para pensar sobre o trabalho, antes e depois de sua realização, deu ao homema possibilidade de inovação, pois ele pode modificar o percurso de sua atividade, caso necessite ou deseje.
Grandes mudanças aconteceram na economia da Europa, comrepercussões mundiais, no século XVIII. Na segunda metade desse século, a Inglaterra liderava mundialmente a industrialização. Esse século marcou a história do homem, principalmente com osurgimento das primeiras fábricas e, consequentemente, da grande indústria. Foi o que se convencionou chamar de Revolução Industrial. O aparecimento das grandes fábricas na Inglaterra eem outros países europeus trouxe ao mundo o que se conhece como o trabalhador moderno.
O trabalho hoje em dia é tomado como coisa essencial na vida de todo ser humano. Desdepequenos as crianças já são influenciadas a saber que quando crescerem terá quase que obrigatoriamente, trabalhar. Frases como “O trabalho enobrece o homem” surgem para ilustrar esseperíodo do trabalho moderno, e agora o trabalho aparece presente em todas as partes da pirâmide social, desde o trabalhador que trabalha nas máquinas ao maior executivo da empresa.
tracking img