Analise horizontal e vertical

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 21 (5005 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 25 de abril de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
TOMADA DE DECISÃO: CUSTO VARIÁVEL E VALOR

César Augusto Tibúrcio Silva
Brasil – Distrito Federal – Universidade de Brasília
tiburciosilva@aol.com
Jameson Reinaux da Cunha
Brasil – Distrito Federal – Faculdade Michelangelo
jameson@correios.com.br

Palavras-Chaves: Tomada de Decisão; Custo Variável; Valor; Fluxo de Caixa

Tema del Trabajo: El Costos y la Tomada de DecisionesRecursos Audiovisuais: Projetor Multimídia e computador

TOMADA DE DECISÃO: CUSTO VARIÁVEL E VALOR

Palavras-Chaves: Tomada de Decisão; Custo; Valor, fluxo de caixa

Tema del Trabajo: El Costos y la Tomada de Decisiones

Resumo

O processo de tomada de decisão nas empresas geralmente busca o equilíbrio entre os interesses dos administradores e dosacionistas. Sendo o custo e o valor fortes componentes de decisões estratégicas, portanto se faz necessário sua estruturação, compreensão e análise. A prática inadequada de utilização desses componentes na tomada de decisão constitui um entrave ao surgimento de propostas e medidas corretivas que permitam a melhoria da gestão das organizações. Esse trabalho investiga fundamentos para reflexão sobre aeficácia da tomada de decisão quando da utilização de custo, fluxo de caixa e seu auxílio na maximização do valor da empresa. Há vários estudos que demonstram a utilização de custo e fluxo de caixa como técnica adequada na tomada de decisão. Porém esses estudos dificilmente avaliam se esta decisão representa um acréscimo de valor para a empresa. É admissível pensar que as empresas vencedoras serão aquelasque combinarem gerentes competentes com processos de tomada de decisão de visão realista.

1. INTRODUÇÃO

NO CONTEXTO DA GESTÃO EMPRESARIAL, A CONTABILIDADE É ENTENDIDA COMO UM SISTEMA PROVEDOR DE INFORMAÇÕES QUE OBJETIVAM SUBSIDIAR O PROCESSO DECISÓRIO DE EMPRESAS. VÁRIOS SÃO OS AUTORES QUE TÊM ASSIM SE MANIFESTADO.

Horngren, Sundem & Strantton (1996; 4) destacam quequase todos os gestores em todas as organizações estão mais bem preparados para desempenhar suas funções quando têm uma razoável compreensão dos dados contábeis. Acrescentam, ainda, que, em geral, esses usuários da informação contábil encontram-se classificados em duas categorias: a) aqueles gestores que usam a informação para planejar e controlar operações de rotina; e b) aqueles que usam ainformação para a tomada de decisões não-rotineiras – investimentos em equipamentos, formação de preços para produtos e serviços, escolha sobre quais produtos privilegiar ou não e na formulação de políticas em geral e planos de longo prazo.

A atual conjuntura insere os dirigentes de empresas em um mundo de incertezas cada vez maior e, requer destes uma visão voltada para a maximização de valor.A globalização no seu sentido mais amplo busca o aumento das parcerias, gerando fusões e aquisições de empresas, a fim de atender a mercados de consumidores cada vez mais exigentes, redução de custos e melhoria do posicionamento de produtos e serviços junto à concorrência. A procura de respostas cada vez mais concisas para os problemas das empresas, fez crescer o interesse e a pesquisa sobre asmetodologias de custos e como essas auxiliam na tomada de decisão que maximize o valor da empresa e conseqüentemente a riqueza do acionista.

É inegável que as transformações ocorridas nos últimos anos poderá afetar a forma dos gerentes tomarem decisões. Entretanto, percebe-se que as próprias empresas ainda estão se utilizando métodos tradicionais de tomada de decisões.Posteriormente, influenciadas por outras teorias de administração e pelo aumento da complexidade no ambiente empresarial, as organizações passaram a considerar, no processo de desenvolvimento profissional de indivíduos e grupos, não só questões técnicas, mas, também, o conhecimento e aspectos sociais e comportamentais do trabalho (Carvalho, 1994).

É plausível que as empresas vencedoras...
tracking img