Analise estrutural-kant(critica a razao pura)

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 2 (310 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 30 de maio de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Análise estrutural do texto “Critica da Razão Pura”

O texto “Critica da Razão Pura”, escrito por Kant, abrange o tema a respeito da maneira como conseguimos adquirir conhecimentoe ao adquiri-lo, ter certeza absoluta em relação á ele. Para Kant, o conhecimento verdadeiro se encontra na soma do empirismo e da priori, sendo que a razão só entende aquilo queproduz quando toma a dianteira com princípios. Para alcançarmos a “verdade absoluta” a experimentação deve ir ao encontro da natureza.
Usado os argumentos citados no parágrafo anterior,Kant surge com a ideia de aprofundar os conhecimentos da metafísica através do uso da priori. A metafísica é uma ciência pouco estudada, devido ao fato de ser praticamente impossívelde ser empírica e consequentemente o conhecimento, a razão da mesma seja mínimo. Como a ideia se constrói,para Kant, no fato de os objetos deixarem de ser o centro de nossapotencialidade de conhecimento, e sim usar o nosso conhecimento como fator regulador para os objetos.Fortalecendo seus argumentos Kant faz uma analogia com a Revolução de Copérnico( a atividadeesta na Terra e não nos astros): não é o sujeito que, imóvel, no centro do universo, vê passivamente os movimentos das estrelas. E sim é a atividade perceptiva e conceitual nosujeito que determina como as coisas sejam vistas e pensadas. Portanto, é necessário estudar o que é a própria razão e indagar o que ela pode e o que ela não pode conhecer, ou o que é aexperiência e o que ela pode ou não conhecer, em vez de procurar saber o que é a verdade e pensar que essa verdade é um conceito fixo.
Os exemplos utilizados pelo autor, a respeitodessa revolução no modo de pensar, foram as ciências da matemática e também da física. As propriedades dessas ciências deveriam ser construídas independentemente das experiências.
tracking img