Analise economica

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 12 (2811 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 29 de abril de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
ANÁLISE ECONÔMICA E SOCIAL


















SUMÁRIO.

1. INTRODUÇÃO......................................................................................................1
2. ECONOMIA/OBJETIVO DA ECONOMIA/DIVISÃO DA ECONOMIA/MICROECONOMIA/MACROECONOMIA/ECONOMIABRASILEIRA.........................................................................................................2
3. POLITICA ECONOMICA/OBJETIVOS DA POLITICA ECONOMICA.......3
4. INSTRUMENTOS DA POLITICA ECONOMICA............................................4
5. ECONOMIA SOLIDARIA...............................................5,6,7,8,9,10,11,12,13,14
6. CONCLUSÃO........................................................................................................15Introdução



Analisarmos todos os passos da formação politica e social do pais e uma questão complexa que exige associação com a expansão do capitalismo na economia. E mais internamente com as formas de governo da história brasileira. Dito isso, será mais compreensível entendermos que assim como o Brasil outros paises também vivenciamcrescimentos em diversos setores da economia. O Brasil moderno encontra caminhos abertos para positivar sua produção, tem autonomia suficiente em questões energeticas e hoje é chamado de celeiro do mundo em função da sua produção variada de bens de consumo. Diferentemente de outras épocas em que nos era imposto barreiras comerciais, que prejudicavam um dos principios do capitalismo à “livreiniciativa”.



Ao abordar a questões politicas e sociais, mais claramente evidente no governo Getulista, percebemos o nascimento da preocupação com a mão de obra os direitos adquiridos causou mudanças importantes para as classes menos abastadas e menor risco para as empresas estrangeiras investirem no pais, e talvez foi o inicio das privatizações, que inclusive são contraditórias, e causam umarelação de amor e ódio do mandato de Getúlio Vargas. Porém nosso pais detinha de uma alta carga tributária em relações a produtos externos e sofria com alto indice de inflação. A era FHC foi caracterizada principalmente pela tentativa de estabilização da economia brasileira, condição sine qua non para o início do processo de crescimento verificado na era Lula. Ao contrário do que muita gente pensa,a vitória contra a inflação não ocorreu apenas com o Plano Real, lançado já no Governo Itamar. A inflação, embora controlada, ainda não atingira um nível compatível com as economias estabilizadas, exigindo um longo processo de desindexação da economia e um rígido controle da taxa de câmbio. Não havia ainda um regime de metas de inflação. Os estados gastavam mais do que podiam, pois não haviaainda a Lei de Responsabilidade Fiscal. Não havia uma política de superávit primário que apontasse para a redução gradativa das dívidas internas e externas. O sistema financeiro apresentava vulnerabilidades, com bancos em crise com a perda dos ganhos com os juros altos da época da inflação, assim como os Estados que apoiavam suas receitas nos bancos estaduais, que também lucravam com o processoinflacionário. O déficit previdenciário crescia descontroladamente e a máquina estatal cada dia ficava mais obsoleta pela ausência de recursos para investimentos, principalmente nos setores de infra-estrutura, essenciais para o crescimento da economia.











ECONOMIA:

- É uma ciência social que estuda como a sociedade decide empregar os recursos produtivos escassos, ou seja, osfatores de produção: terra, trabalho e capital, a fim de melhor atender as necessidades da coletividade.

OBJETIVO DA ECONOMIA:

- Formular propostas a fim de resolver ou minimizar os problemas econômicos, atendendo, assim, as necessidades humanas e promovendo o bem estar de cada um.


DIVISÃO DA ECONOMIA:

O estudo da teoria econômica divide-se em duas partes:

- MICROECONOMIA : trata do...
tracking img