Analise do filme os deuses devem estar loucos

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 2 (321 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 23 de maio de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Basicamente o filme fala sobre o ponto de vista de um nativo africano (Xixo) sobre a nossa sociedade e nossos costumes. Com o desenrolar da historia o nativo Xixo chega a uma conclusãosobre o nosso estilo de vida, somos loucos. Essa conclusão obviamente se deve ao fato de termos costumes e atitudes completamente diferentes a do nativo. Ele observa que temos valorescompletamente diferentes dos da tribo dele, com relação a natureza e aos animas.
Uma critica bem interessante no filme é quando Xixo demonstra dificuldade em nos entender, remetendo ao fatosque nos também temos dificuldade de compreender o novo, o diferente. Esse é um ponto tao envolvente no filme que em alguns momentos esquecemos essa nossa dificuldade de compreensão e deaprendizado, com relação ao novo. E alguns momentos do filme isso fica bem claro, durante alguns trechos do filmes o pensamento que vem a nossa cabeça é: “que falta de logica, não fazsentido”, nesses momentos esta claro a nossa dificuldade em aceitar o novo, o desconhecido.
O ponto mais interessante do filme é a comparação feita entre a nossa sociedade(nossos costumes,comportamentos e atitudes) e a tribo de Xixo. O filme mostra bem a diferença cultural dos dois povos, e ainda consegue fazer um questionamento a “nossa” sociedade. No momento em que a garrafade Coca-Cola cai do céu, a tribo de Xixo a recebe como um presente de Deus e só a decide devolver ao Deuses no momento em que ela causa discórdia na tribo, ao analisarmos este fatoobservamos que nosso comportamento é completamente contrario ao da tribo de Xixo, em nossa sociedade tudo que é diferente e que é novo recebemos com preconceito e logo de cara nos afastamos. Esteé filme muito interessante pois mesmo sendo um filme de comedia ele consegue abordar (e diga-se de passagem muito bem) muitos pontos polêmicos, tais como, cultura, religião e preconceito.
tracking img