Analise de sistema

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 16 (3914 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 16 de maio de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
[pic]

SISTEMA DE ENSINO PRESENCIAL CONECTADO
CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS

DANIEVSON MENEZES DA HORA
EDSON TORRES LEITE
JADSON IGOR VIANA

Engenharia de Software

DANIEVSON MENEZES DA HORA
EDSON TORRES LEITE
JADSON IGOR VIANA

Engenharia de Software

Trabalho apresentado a disciplina Engenharia deSoftware da Universidade Norte do Paraná – UNOPAR

Prof. Roberto Yukio Nishimura

SUMÁRIO

1 INTRODUÇÃO X

2 MODELOS DE PROCESSOS AGEIS X
2.1 XXX X

3 MODELO EVOLUCIONARIOS X
3.1 XXX X

4 CONCLUSÃO X

REFERÊNCIAS X
INTRODUÇÃO

Metodologias ágeis têm sido apontadas como uma alternativa às abordagens tradicionais para o desenvolvimento desoftware. As metodologias tradicionais, conhecidas também como pesadas ou orientadas a planejamentos, devem ser aplicadas apenas em situações em que os requisitos do sistema são estáveis e requisitos futuros são previsíveis. Entretanto, em projetos em que há muitas mudanças, em que os requisitos são passíveis de alterações, onde refazer partes do código não é uma atividade que apresenta alto custo,as equipes são pequenas, as datas de entrega do software são curtas e o desenvolvimento rápido é fundamental, não pode haver requisitos estáticos, necessitando então de metodologias ágeis. Além disso o ambiente das organizações é dinâmico, não permitindo então que os requisitos sejam estáticos. Processos orientados a documentação para o desenvolvimento de software são, de certa forma, fatoreslimitadores aos desenvolvedores e muitas organizações não possuem recursos ou inclinação para processos pesados de produção de software. Por esta razão, as organizações pequenas acabam por não usar nenhum processo. Isto pode levar a efeitos desastrosos na qualidade do produto final, além de dificultar a entrega do software nos prazos e custos predefinidos. Em particular, o modelo Clássico ou Sequencialserá apresentado como exemplo de metodologia tradicional.

Dentre todas as metodologias ágeis existentes, uma que vem se destacando em número de adeptos e projetos é a Extreme Programming (XP). As metodologias ágeis surgiram com a proposta de aumentar o enfoque nas pessoas e não nos processos de desenvolvimento. Além disso, existe a preocupação de gastar menos tempo com documentação emais com resolução de problemas de forma iterativa.

Este artigo apresenta as vantagens e desvantagens do uso de metodologias ágeis em relação às tradicionais. Em particular são feitas comparações entre o modelo Clássico e a Extreme Programming.

MODELOS DE PROCESSOS ÁGEIS

Os métodos de desenvolvimento ditos “ágeis” (em inglês Agile Modeling, ou AG) visam reduzir o ciclo de vidado software (e por conseguinte acelerar o seu desenvolvimento) desenvolvendo uma versão mínima, seguidamente integrando as funcionalidades por um processo iterativo baseado na escuta do cliente e testes ao longo de todo o ciclo de desenvolvimento.

A origem dos métodos ágeis está ligada à instabilidade do ambiente tecnológico e o facto de o cliente estar frequentemente incapacitado dedefinir as suas necessidades de maneira exaustiva no início do projeto. O termo “ágil” faz assim referência à capacidade de adaptação às mudanças de contexto e as modificações de especificações que intervêm durante o processo de desenvolvimento. Em 2001,17 pessoas estabeleceram assim manifesto ágil cuja tradução é a seguinte:

• indivíduos e interações, mais do que processos e instrumentos• desenvolvimento de software em vez de documentação exaustiva
• colaboração com o cliente em vez de negociação contratual
• abertura à mudança em vez de seguir um plano rígido

Graças aos métodos ágeis, o cliente é inteiramente o piloto do seu projecto e obtém muito rapidamente uma primeira produção do seu software. Assim, é possível associar os utilizadores ao início do...
tracking img