Analise de poemas - florbela espanca e antonio nobre

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1464 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 21 de setembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAIBA – UFPB VIRTUAL CURSO LICENCIATURA EM LETRAS - POLO POMBAL – 2012.2 DISCIPLINA: LITERATURA PORTUGUESA III PROFESSORA: FRANCISCA ZULEIDE DUARTE DE SOUZA ALUNO: Humberto de Sousa Alves – MATRÍCULA: 91013369

Análise de poemas de Florbela Espanca e Antônio Nobre É possível perceber vários aspectos que concorrem em uma mesma direção quando se analisa obras poéticasde Florbela Espanca e António Nobre. A partir da influência de Antonio Nobre observada pela biografia da poetisa, nota-se, sobretudo nas poesias estudadas uma forte ligação entre ambas, principalmente no modo confessional em que se fazem os versos, intimamente ligados à temática da dor e da mágoa, ora comumente encontradas em outras obras dos dois autores. Outrossim, também o pessimismo e a esperada morte, bem como a ideia da predestinação recorrente em Florbela, aproximam as suas obras em paralelo com a temática da saudade, típico de Nobre. Os aspectos que negam ou retraem a vitalidade, a saúde, o viver são típicos do Decadentismo, permitindo, desta forma, um acesso fácil ao sonho, ao amor artificial, ao misticismo. Impossível – Florbela Espanca Disseram-me hoje, assim, ao ver-metriste: "Parece Sexta-Feira de Paixão. Sempre a cismar, cismar, de olhos no chão, Sempre a pensar na dor que não existe... O que é que tem?! Tão nova e sempre triste! Faça por estar contente! Pois então?!..." Quando se sofre, o que se diz é vão... Meu coração, tudo, calado ouviste... Os meus males ninguém mos adivinha... A minha Dor não fala, anda sozinha... Dissesse ela o que sente! Ai quem medera!... Os males d‟Anto toda a gente os sabe! Os meus ...ninguém... A minha Dor não cabe Em cem milhões de versos que eu fizera!... Fala ao Coração – Antonio Nobre Meu Coração, não batas, pára! Meu Coração, vai-te deitar! A nossa dor, bem sei, é amara, A nossa dor, bem sei, é amara: Meu Coração, vamos sonhar... Ao Mundo vim, mas enganado. Sinto-me farto de viver: Vi o que ele era, estou maçado, Vi oque ele era, estou maçado, Não batas mais! Vamos morrer... Bati à porta da Ventura Ninguém ma abriu, bati em vão: Vamos a ver se a sepultura, Vamos a ver se a sepultura Nos faz o mesmo, Coração! Adeus Planeta! adeus, ó Lama! Que a ambos nós vais digerir. Meu Coração, a Velha chama, Meu Coração, a Velha chama: Basta, por Deus! Vamos dormir...

Pretende-se nesta análise, um estudo breve dos elosexistentes entre a corrente de pensamento de Florbela Espanca em detrimento da influência da poesia de Antônio Nobre. Contudo não fora dada a ênfase necessária neste exame, no sentido de confrontar aspectos estruturais dos poemas, mas o foco principal está no sentido de entender a particularidades e similaridades envolventes nas obras estudadas a partir da participação de Nobre para com Espanca.Antônio Nobre, poeta realçado por traços decadentistas e que traz na simbologia uma marca preponderante em suas obras. Um dos aspectos que podemos apontar no poema em análise é a simplicidade com que são dispostos os versos, com um linguagem mais próxima da realidade coloquial, romântica, com certas particularidades, tais como: busca por aproximação da morte; sofrimento; pessimismo; inconformismocom o mundo (a sociedade). Presente nos versos de Florbela estão expressão de instantes marcados pela dor e pelo sofrimento, há sobretudo uma necessidade de viver a alegria que o momento está proporcionando. A intertextualidade é encontrada entre Florbela e António Nobre já que os dois autores, dentre outras coisas, referem-se à temática de perda, de amor, dor, sonhos e ilusões em um momento decaracterização de corrente de pensamento em Portugal, haja vista a mudança do Romantismo, simbolismo e decadentismo. 'Impossível' é um soneto, com rimas ricas soantes interpoladas do tipo: ABBA; ABBA e emparelhadas nos tercetos finais: AAB; AAB. Os versos são do tipo Eneassílabos. Já em 'Fala ao Coração‟ poema traz uma sequência de redondilhas menores e heptassílabo, muito semelhante uma canção,...
tracking img