Analise da obra dom casmurro de machado de assis

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 10 (2331 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 7 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
1. SOBRE O AUTOR: VIDA E OBRAS.
Joaquim Maria Machado de Assis (1839-1908) foi um garoto de infância pobre e tão difícil quanto qualquer outro menino carente e mulato do Rio de Janeiro nascido nos finais dos anos de 1830. Era Machado também gago e epilético. A custa de muito esforço pessoal acumulou uma sólida formação cultural. Aos 29 anos, casou-se com Carolina, a adorada esposa imortalizadanos versos que compôs para homenageá-la quando Esta veio a falecer em 1904.
Apesar de todas essas dificuldades, Machado de Assis foi um intelectual respeitado e influente. Em seus 69 anos de vida, nunca se afastou mais do que 120 quilômetros do Rio. No entanto Criou uma obra que retrata com perfeição a sociedade brasileira do Segundo Reinado. Fundou Ele também a Academia Brasileira de Letras,sendo que desta foi aclamado presidente perpétuo.
Machado de Assis é considerado um dos nomes mais importantes nossa literatura. Destacou-se principalmente no romance e no conto, embora tenha também escrito crônicas, critica literária peças de teatro e quatro livros de poesias – Crisálidas, Falenas, Americanas e Ocidentais.
Machado escreveu ao todo nove romances. Nos primeiros – Ressureição (1872),A mão e a luva (1874), Helena (1876) e Iaiá Garcia (1878) -, percebe-se traços românticos quanto a caracterização dos personagens. Mas, á medida que seu trabalho foi amadurecendo, esses traços deram lugar a análises do comportamento humano ainda mais profundas, que revelam, por trás dos atos aparentemente bons e honestos dos personagens, a vaidade, o egoísmo e a hipocrisia do ser humano.
Dessaforma, a vida em sociedade passa a ser caracterizada por Machado como uma espécie de campo de batalha em que os homens lutam para gozar uns poucos momentos de prazer e assim satisfazer seus desejos de riqueza e ostentação, enquanto a natureza assiste ao drama humano com indiferença.
Entre os romances em que essas características estão mais acentuadas estão Memórias Póstumas de Braz Cubas (1891),Quincas Borba (1891), Esaú e Jacó (1899), Memorial de Aires (1908) e Dom Casmurro (1900), este último motivo de análise deste trabalho acadêmico.
2. Análise da Obra
Sobre a Obra:
Dom Casmurro é romance que foi publicado em 1900 e um dos mais conhecidos e intrigantes romances de toda literatura brasileira e talvez mundial, sendo magistralmente escrito por aquele que por muitos é considerado oescritor mais importante de nossa literatura: Machado de Assis.
2.1 Enredo: Dom Casmurro é um romance narrado em primeira pessoa e conta a história de Bento Santiago, idoso e desiludido com o que a vida lhe aprontou. “Dom Casmurro”, na realidade é um apelido conferido a ele numa viagem de trem por um poeta incomodado com a reação de Bento, que demonstra desinteresse e tédio ao ouvir o poema dooutro, este, decepcionado com a atitude daquele resolve chamado pelo apelido já mencionado, sendo que o próprio Bento depois passa a aceita o título, tanto é assim que a história da obra é dedicada ao poeta do trem (capítulo 1 ”Do Título”).
A história em Dom Casmurro é a seguinte: Bentinho muito cedo fica Órfão de pai, criado com afago pela mãe (D. Glória), protegido do mundo pelo círculo domésticoe familiar (tia Justina, tio Cosme, José Dias), portanto desde muito cedo o destino do pequeno Bento está traçado devido a uma antiga promessa de sua mãe, sendo esta promessa a de que seu filho seguiria para a vida sacerdotal, ou seja, devia assim que crescesse ser padre.
No entanto, Bentinho em um belo escuta a conversa entre José Dias (agregado) e sua mãe (D. Glória) e ele descobre então quesua genitora teria esse plano para sua vida, o que nada lhe agrada, além do que descobri também que o agregado vê com maus olhos sua ainda amizade com Capitu (capítulo III - “ A denúncia).
Isso muito entristece Bentinho, que a partir daquele momento, começa a pensar sobre a conversa que ouvira e a refletir sobre o que realmente sente por Capitu, seria verdade aquilo tudo que José Dias insinuava...
tracking img