Analise critica do municipio

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 9 (2008 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 14 de junho de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
O presente trabalho tem como objetivo conhecer a realidade do município de Ji-paraná relacionada à questão ambiental a partir de pesquisa de campo realizada em 25 de abril de 2012.

Foto aérea do município sobre a ponte do rio machado.
O município de Ji-Paraná é um município brasileiro do estado de Rondônia. Com uma população de 117.363 habitantes,sendo 91,vive na zona urbana, acidade é a 2ª mais populosa do estado de Rondônia, 16ª mais populosa da Região Norte do Brasil, a 227ª mais populosa do Brasil e a 113ª maior cidade do interior brasileiro. Com o indice de desenvolvimento humano é de: 0.753 IDH-M . Movida principalmente pelas grandes indústrias do setor madeireiro, industrial e laticínios. Ji-Paraná está localizado na porção centro-leste do estado, na microrregiãode Ji-Paraná e na mesorregião do Leste Rondoniense.Localiza-se a uma latitude 10º53'07" sul e a uma longitude 61º57'06" oeste, estando a uma altitude de 170 metros. Possui uma área de 6.897 km² representando 2,9% do estado, seu território tem como limite as cidades de: Vale do Anari ao norte, Theobroma ao noroeste, Ouro Preto do Oeste e Vale do Paraíso ao oeste, Teixeirópolis e Urupá ao sudoeste,Presidente Médici ao sul e Ministro Andreazza ao sudeste. O clima predominante é o clima equatorial, o mais chuvoso do Brasil, com a maior parte do ano quente e úmido, e aproximadamente 3 meses de seca. As estações de outono e inverno não são presentes. As temperaturas médias anuais variam entre 24º e 26°C, podendo as máximas chegar a 38°C e as mínimas podem ser inferiores a 10°C devido aocorrência de friagens. Agrupamentos de Morros e Colinas com Controle Estrutural. Faixa de relevo associada à forte controle estrutural resultante de rochas intrusivas circundadas por áreas aplanadas. Este conjunto de relevos apresenta como principais características a ocorrência de controle estrutural, refletido pela diferenciação litológica e de sua estrutura. Localiza-se principalmente próximo àconfluência dos rios Ji-Paraná e Jaru, onde o substrato rochoso corresponde a rochas do Grupo (Meta) Vulcano-Sedimentar Mutum-Paraná-Roosevelt. O padrão de formas predominante é composto pela suave dissecação fluvial, conformando colinas médias às amplas com topos convexizados, vertentes retilíneas e declividades médias máximas de 5%. O grau de entalhamento dos vales é fraco, com valores inferiores a 40m. As cotas topográficas indicam valores de 300 m nas áreas de topos e 200 m nas áreas mais baixas. Agrupamentos de Morros e Colinas. Apresenta-se como uma área de colinas e morros dissecados pela ação fluvial. Conformando um relevo muito dissecado, circundado por áreas aplanadas. Localmente recebem denominação de serras, em função de desníveis de até 150 m.
Com o objetivo de proteger anatureza e garantir a preservação ambiental de extensas áreas não habitadas, o Governo Federal passou a criar parques e reservas naturais na região Amazônica. O Parque Nacional de Pacaás Novos foi criado em 1979 e ocupa área de 765.000 hectares nos municípios de Porto Velho, Guajará-Mirim, Ariquemes e Ji-Paraná. Com extensa área de plateau coberta por espessa vegetação de cerrado, nele se encontra aChapada dos Pacaás Novos, na região oeste do Estado. Na fronteira com o Estado de Mato Grosso às margens do rio Ji-Paraná, encontra-se a Reserva Biológica Nacional do Jaru, com área de 268.150 hectares, também criada em 1979.
Os dois principais e maiores rios que compõem sua hidrografia são o Urupá e o Machado, este possui um complexo hidrográfico que abrange uma superfície de aproximadamente 92500km², atravessando o estado no sentido sudeste-norte, sendo o mais extenso do estado. Embora tenha 50 cachoeiras ao longo de seu percurso, em alguns trechos o rio apresenta-se navegável, atendendo ao escoamento dos produtos oriundos do extrativismo vegetal na região. Também existem diversos córregos e riachos ao longo da cidade. O Rio Urupá desagua no Rio Machado e este desagua no Rio Madeira,...
tracking img