Analfabetismo funcional

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 2 (255 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 25 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Comentários sobre os Indicadores socioeconômicos até 2006

B.1 – Taxa de Analfabetismo O Gráfico abaixo, série histórica do indicador para Brasile Grandes Regiões, mostra uma queda consistente do analfabetismo compatível com o esperado, uma vez que nos anos noventa houve uma universalizaçãodo ensino básico no Brasil. A taxa de analfabetismo para o Brasil caiu de 17,2% em 1992 para 10,4% em 2006. Outro fato dentro do esperado é que asregiões Nordeste e Norte possuem mais analfabetismo do que as demais, a Região Centro Oeste fica próxima da média nacional e as Regiões Sul e Sudestecom taxas bem abaixo da média nacional.

B1 - Taxa de Analfabetismo
35

30

25

20

15

10

5

0 1992 1993 Região Norte 1995 19961997 1998 1999 2001 2002 2003 2004 2005 2006 Brasil

Região Nordeste

Região Sudeste

Região Sul

Região Centro-Oeste

Um fato nãoesperado é a elevação da taxa na região Norte entre 2003 e 2004, este resultado não se deve, porém, à variação do fenômeno analfabetismo, mas sim aoaumento da cobertura da PNAD, que até 2003 não cobria a área rural dos estados da Região Norte e a partir de 2004 passou a cobrir. Como o analfabetismo émaior na área rural então a média aumentou. Isto precisa ficar bem claro nas notas, para que o usuário da RIPSA não tire conclusões erradas. Essaadvertência vale para os estados da região Norte com exceção do Tocantins, que já tinha área rural contemplada antes de 2004.

Folha 1 // 1

tracking img