Análise: uma teoria baseada na história

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1339 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 20 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
RESUMO: DUROSELLE, Jean-Baptiste. Todo Império Perecerá. Introdução: Uma teoria baseada na história. São Paulo: Editora Universidade de Brasília, 2000. p. 17 – 40.

Na primeira página do texto, Jean-Baptiste Duroselle inicia com uma especulação sobre as propriedades das ciências humanas, que se, na opinião dele, fossem como as ciências naturais, se tornaria mais clara ao modo que seria possível“proceder por meio de observação, experiência e cálculo”, e dessa forma, “encontrar constantes e leis” que regem as ciências humanas (p.17). O autor então afirma que o uso da palavra “ciência” para designar tanto as ciências naturais quanto as humanas é errado, pois se tratam de duas naturezas diferentes. Embora o objetivo das duas ciências seja o mesmo: “descobrir a verdade objetiva” e lutarcontra os dogmas, uma se refere à matéria enquanto a outra, ao espírito humano, e tratá-las do mesmo modo seria errado. Ao fim desta comparação, o autor se foca na teoria das relações internacionais, que na opinião dele, “não pode, atualmente, nem poderá por longo tempo, ultrapassar o estado empírico”, logo, o uso do termo “teoria” está impreciso (p.18).
Diferentemente das ciências naturais, ateoria das relações internacionais não é provida muitas leis, sendo que as raras existentes são apenas ideias aproximadas, das quais alguns aceitam e outros rejeitam (p. 19)
Jean-Baptiste começa então uma análise do historiador, incitando que o mesmo não deve se sentir submisso frente a outros cientistas, pois, diferente destes, é o único que pode discutir acerca de acontecimentos. A partir destaafirmação, o autor começa uma explicação sobre os conceitos de “acontecimento” e “fenômeno”: enquanto o segundo é objeto de estudo científico e abrange fatos generalizados, o primeiro compreende em um fenômeno datado, portanto, singular. Outro conceito apresentado para “acontecimento” é a de um fenômeno necessariamente ligado à interpretação humana (p. 19)
Ao fim da análise, é ressaltada aimportância dos acontecimentos para o estudo histórico, já que “Não há história sem acontecimentos.”. É também apontada a variação da atitude humana em face dos acontecimentos passados, ou seja, como a história pode modificar o comportamento humano (p. 20).
Com uma retomada do raciocínio das páginas iniciais, Duroselle afirma que as ciências humanas devem ter um método próprio, diferente do adotado pelasciências naturais. A antropologia aponta que grande parte da vida humana é dedicada a atividades não racionais, logo, uma ciência que tem como objeto de estudos, o homem, não deve ser primariamente racional (p. 21).
Na tentativa de alcançar uma ciência das relações internacionais, alguns autores (como Kenneth N. Waltz no livro Theory of international politics) atribuem pouca importância à história(p. 22), mas a obra de Jean-Baptiste é concebida sob a visão de que “o estudo científico das relações internacionais só pode ser baseado na matéria fornecida pela história” (p. 23)
A partir daqui, é iniciada uma reflexão sobre o quantitativo e o qualitativo. Um historiador de relações internacionais possui, comparado a outros historiadores como os econômicos ou sociais, uma gama menor derecursos quantitativos (p. 24). Seguido desta análise, o autor implica que “mesmo se o historiador – e o teórico – em relações internacionais seja menos estimulado que outros para quantificar, é preciso que ele reconheça algumas regras simples” (p. 25), então, são enumeradas cinco regras que, em síntese, expressam características e classificações do quantitativo e do qualitativo (p. 25 e 26).
Há tambémuma crítica feita por Fronçois Jacob à tentativa de quantificação da inteligência global, logo que não é possível ao menos definir com clareza seus elementos, características ou as “forças que a regem”. Nas palavras de François: “[...] como podemos desejar quantificar tal conjunto de propriedades tão complexas por meio de uma valor simples, variando ao longo de uma escala de 50 a 150?” (Le...
tracking img