Análise textual (on-line - doc.)

TEXTUALIDADE – COESÃO SEQUENCIAL – ARTICULAÇÕES SINTÁTICAS E RELAÇÕES SEMANTICAS
1) Analisar os processos que constituem um texto;
2) Identificar as relações sintático-semânticas em segmentos do texto na tarefa de identificação da mensagem (disjunção, explicação, relação causal, conclusão, comparação etc.).
INTRODUÇÃO
Na aula passada falamos de texto, dos mecanismos que garantem um amontoadode frases ser efetivamente um texto etc. Agora temos mais conhecimento para tratar da textualidade (o mesmo que tessitura do texto), termo que utilizamos na aula anterior para identificar as conexões e a coerência.
Nessa aula, para aprofundar o assunto, trabalharemos mais aspectos relacionados à coesão como fonte de auxílio à coerência textual.
Também vimos a noção de hipertexto, lembra-se?Agora será importante lermos/interpretarmos o conteúdo de determinado texto que envolva outros mecanismos, além da linguagem verbal, para a comunicação da mensagem.
Para começar, vamos relembrar um pouco do que já foi estudado sobre coesão e coerência
A coesão é um dos requisitos imprescindíveis à construção de todo e qualquer texto. Há, portanto, alguns elementos que funcionam como principaisagentes nesse processo, para fazer com que a mensagem aconteça de forma clara e precisa.
O texto a seguir carece de tais elementos. Por isso, sua tarefa agora é completar os espaços para compor o sentido do texto, arrastando esses elementos para os seus devidos lugares.
Muito suor, pouca descoberta
O trabalho do arqueólogo tem emoções, sim. _________ não pense em Indiana Jones, bandidos etesouros. É verdade que os arqueólogos passam um bom tempo em lugares excitantes, como pirâmides e ruínas. as emoções acontecem mesmo é nos laboratórios, eles identificam a importância das coisas que acharam nos sítios arqueológicos. , é preciso persistência para encarar a profissão, os resultados demoram, e muitagente passa a vida estudando sem fazer grandes descobertas. No Brasil, é necessário fazer pós-graduação, não há faculdade de Arqueologia. , é preciso gostar de viver sem rotina, o arqueólogo passa meses no laboratório e outros em campo. O prêmio é fazer descobertas que mudam a história.

POREM – MAS – PORQUE – PORTANTO – JÁ QUE – LOGO –VISTO QUE – QUANDO

Você reparou que neste exercício em dois momentos podíamos usar o MAS ou o PORÉM ?
Os dois podem ser utilizados nas frases em questão, pois são conjunções adversativas, isto é, expressam ideias contrárias, de oposição.
No caso do PORTANTO e do LOGO isso também aconteceu, pois ambos são conclusivos.
E, por mostrar a causa, as conjunções VISTO QUE, JÁ QUE e PORQUE poderiamocupar as mesmas lacunas.
Já o QUANDO , que apresenta a ideia de tempo, só poderia ser utilizado naquela sentença.
Coesão sequencial e a relação com o sentido
Quando falamos que um texto se caracteriza por apresentar uma ideia completa, queremos dizer que as informações estão conectadas umas às outras coerentemente, ou seja, estabelece-se relações lógicas entre as ideias contidas no texto.
Acoesão sequencial que garante a textualidade é facilitada pela utilização de conectivos, como preposições e conjunções. Veja agora novos exemplos de coesão sequencial, clicando nas caixas abaixo:
ADIÇÃO = Também, e, ainda, não só, mas também, além disso
Fiz Análise Textual e Metodologia Científica.
PROPORÇÃO = À medida que, quanto mais, ao passo que, à proporção que
Quanto mais estudava, maisganhava dinheiro.
CONFORMIDADE = Como, segundo, conforme, consoante
Segundo a orientação do professor, começaremos o estágio em breve.
CONDIÇÃO = Se, caso, desde que, contanto que
Você pode ter um bom emprego, desde que se dedique à faculdade.
FINALIDADE = Para que, a fim de que, com o objetivo de, com o intuito de
Com o intuito de conseguir a vaga na faculdade, ela estudava oito horas...
tracking img