Análise histórica das economias, estruturas, gestao e especulacao financeira

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 25 (6030 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 26 de agosto de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Curso: Tecnólogo em Negócios Imobiliários
Disciplina: Técnicas de gestão
Professor: Gean Franco da Silva Araújo
-------------------------------------------------

ANÁLISE HISTÓRICA DAS ECONOMIAS, ESTRUTURAS, GESTAO E ESPECULACAO FINANCEIRA

Juliano Moreira, Vadison Vargas Paes

RESUMO
Este artigo tem por objetivo investigar as principais causas da formação das economias, levando emconsideração o modo de produção, a estrutura vigente das épocas, e as bases legitimadoras que davam suporte na gestão das coisas, seja acrescentando ou perdendo valor. Logicamente foi dado atenção especial a história econômica ocidental que influencia mais objetivamente o mundo do lado oeste.
Palavras-chave: economia, história da gestão dos Estados, especulção

1 INTRODUÇÃO
História, economia esua conseqüente gestão são o objeto deste estudo que tenta esclarecer ao cidadão a importância da compreensão das relações humanas e o quanto somos determinados pelo meio em que vivemos e sentimos nossos gostos, crenças, mitos, pensamentos são determinados muitas vezes por causas exteriores que acreditamos não interferir nas nossas vidas, sem perceber que somos atores e espectadores de um mesmoteatro que participamos diariamente, nesse momento podemos dizer que o mundo é um palco e somos meros consumidores coadjuvantes.

2 HISTÓRIA DA ECONOMIA
A história traz o pano de fundo para que se entenda todo o processo de formação do modelo de civilização atual, metodologicamente divide se a história ocidental em quatro estágios ou idades: idade antiga, idade média, idade moderna, idadecontemporânea.

2.1 Breve Histórico da Economia na Idade Antiga
Era marcada pela predominância de povos coletores. Aos poucos deixam de viver nas florestas e vão se adaptando nas savanas e pradarias aprendendo e condicionando suas ações utilizando objetos do próprio meio natural para não virar comida de outros animais, certamente foi o inicio da ação reflexiva ganhando mais tarde consciência doato reflexivo que praticava. Segundo PAVLOV (1980, p. 3): “não é por mero acaso que todos os fenômenos da vida humana são dominados pelo pão nosso de cada dia - o mais antigo elo de todas as coisas vivas, incluindo o homem, com a natureza circundante”. Nesse sentido o homem e os animais em geral sempre fizeram de tudo para sobreviver, e não pouparam esforços e criatividade para melhor viver emambientes muitas vezes inóspitos que viveram, época marcada pela pedra que é utilizada para produzir os instrumentos de trabalho, logo após com o trabalho surgem instituições humanas, a família e a magia.

2.1.1 As Economias Agrícolas
O homem dá um salto importantíssimo no seu desenvolvimento há aproximadamente 8.000, nessa época se difunde em três centros, o Oriente Médio, o norte da China e oMéxico, com a agricultura leva se a domesticação dos animais e o aperfeiçoamento dos instrumentos utilizando pedra inicialmente, e logo após os metais, com cobre, com bronze, e depois com ferro. Com os metais desenvolvem se as forcas produtivas, as trocas transformam-se em comércio e surgem às cidades, com isso surge a propriedade passando do estágio comunitário para o clanico, e deste para o feudalsurgindo classes sociais relacionando se em produção servis. Com o surgimento da propriedade consolida se o estado, a consolidação das religiões, e o aparecimento da escrita ideográfica. Houve a domesticação dos animais por alguns povos e passam a depender do pastoreiro, aparecem às primeiras civilizações com a agricultura por volta de 3.000 nos vales fertilizados por grandes rios: Nilo, Tigre eEufrades, Indo e Hwang Ho, surgindo às civilizações egípcia, sumeriana, pré-hindu e chinesa. A ocupação desse vales há a construção e manutenção de sistemas de irrigação e drenagem, conseqüentemente surgem grandes Estados altamente centralizados governados por monarquias de origem divina, com clero poderoso, e administradas por complexas burocracias. Monarquia, clero e a burocracia é a classe...
tracking img