Análise estilística do texto "o apanhador de desperdícios de manuel de barros"

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 3 (651 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 10 de abril de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
Título:
Análise Estilística do Texto "O Apanhador de Desperdícios de Manuel de Barros".

Disciplina:
LÍNGUA PORTUGUESA - SEMÂNTICA E ESTILÍSTICA
Objetivo:
Analisar Os recursos estilísticosempregados no Texto :”O apanhador de desperdícios”,de Manuel de Barros,bem como o sentido provocado por cada um deles.

Justificativa:
Nesse texto tem-se claro que para sua poética o importante é oextravio da palavra. Contudo, para que se processe essa união de palavra
e natureza, é necessário que haja o elemento conector: o próprio Barros.

Introdução:
O trabalho de Barros se move emdireção ao horizonte proposto por Paz, na busca doque Luis Henrique Barbosa denomina de uma linguagem adâmica, que não nega a historicidade da palavra, mas busca ressignificá-la continuamente dentro dosmais distintos contextos (cf. BARBOSA, 2003: 18). Busca Barros a liberdade da palavra, uma originalidade proporcionada pelo uso poético, concatenando-se mais uma vez com a perspectiva do teóricomexicano, para quem a poesia possui o dom de libertar a palavra.

Desenvolvimento:
Coligar a palavra à natureza, de forma a naturalizar a palavra coisificando-a, é um projeto ambicioso, pois, envolve aantítese.
Nesse trabalho Barros se volta para seu papel de criador de um novo modelo
.

O trabalho daquele que busca o inusitado, a figura que intermedeia o processo, ganha corpo. Assim, oescritor acaba se tornando tão importante quanto aquilo que escreve. Nesse contexto fixa-se a busca pela primazia e imortalização da natureza, da palavra e do escritor, na busca de um espaço no qual todoseles se conectem com a eternidade, sendo esse lugar encontrado e materializado na escrita.

Nesse trajeto, a natureza apresenta-se como eterna por si mesma, como representativa da vida desde os seusprimórdios, remetendo atavicamente aos princípios vitais mais remotos; a palavra então se eterniza na busca de comunhão com a natureza, e o poeta, pelo trabalho com a palavra, esta conectada a um...
tracking img