Análise do poema motivo, de cecilia meireles

Análise do poema Motivo, de Cecília Meireles.
1. O poema é todo escrito em primeira pessoa, mostrando o que há de íntimo, a subjetividade do eu lírico; além disso, é perpassado por antíteses, queserão mostradas no decorrer da análise;

Eu canto porque o instante existe
e a minha vida está completa
2. Nestes versos, o uso do tempo presente indica a valorização do instante, do momento;o que importa é a plenitude da vida no agora. É quase um aviso: o eu lírico mostra que não se apega ao passado ou ao futuro, a vida é boa no presente.

Não sou alegre nem sou triste
sou poeta.3. Primeira aparição de antíteses; nesse caso as conjunções não e nem mostram a indiferença e a imparcialidade do eu lírico.

Irmão das coisas fugidias;
não sinto gozo nem tormento
4. Nestemomento, o eu lírico se coloca no mesmo patamar das coisas passageiras, breves, ilusórias; a esfera em que se encontra é efêmera. O eu lírico é livre, não se prende. Novamente a oposição de doiselementos: gozo e tormento. Mais uma vez aparecem as conjunções não e nem, o que me faz pensar em um eu lírico quase que impenetrável.

Atravesso noites e dias
no vento.
5. Antítese. A inconstância doviver; tom melancólico; a leveza e a delicadeza com que é tematizada a passagem do tempo, verso imagético, como se estivesse representando a transitoriedade da vida. Nessas duas primeiras estrofes,percebemos a ocorrência de rimas ricas, entre palavras de classes gramaticais diferentes.

Se desmorono ou edifico,
se permaneço ou desfaço
6. As oposições entre os elementos juntamente com aconjunção se, demonstram a inquietação do eu lírico acerca da importância de sua poesia – é algo que fica ou que se perde?

- não sei, não sei. Não sei se fico
ou se passo.
7. Aqui, aindefinição, a dúvida do eu lírico mostra-se sem resposta. A repetição da expressão não sei mostra que ele não consegue dar conta de achar uma resposta que satisfaça seu questionamento. A oposição entre fico e...