Análise do filme "tempo de matar"

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 3 (506 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 6 de novembro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
Um pai é surpreendido com a notícia que sua filha de apenas 10 anos de idade é brutalmente molestada, torturada, espancada e estuprada por dois jovens brancos. Esse pai vai à busca de justiça, mas sedepara com o fato de que seus agressores ficarão certamente impunes. Diante de tal fato seria lícito fazer justiça com as próprias mãos? Se esse questionamento fosse feito de maneira desprendida amaioria das pessoas diriam que não, não é aceitável, mas se analisarmos de maneira específica muitos se levantariam aceitando tal ato. Isso é evidenciado no filme proposto, pois em “tempo de matar” opersonagem principal fez justiça com as próprias mãos, pois não acreditava na justiça vigente em sua sociedade e acreditava que a impunidade prevaleceria.
Toda essa certeza foi construída pelo fato deseu país ser culturalmente racista e que questões ligadas a contextos raciais eram diretamente vistos pela ótica da classe dominante, neste caso a raça branca. Assim, como poderia um homem pobre e,sobretudo negro, requerer seus direitos se à luz da justiça ele não era tratado de forma imparcial.
Dentre os assuntos mais relevantes no contexto apresentado no filme, a questão sobre a divisão deraças é o tema que permeia toda a obra. A trama se passa numa pequena cidade do estado americano do Mississipi, uma região dos Estados Unidos que historicamente teve uma ideologia sobre divisões de raçase que apoiava a escravidão por acreditar que os brancos eram uma raça superior. Isto gerou até a separação de estados do sul dos Estados Unidos que criaram um país independente, mas não reconhecido,chamados “Estados Confederados da América” (permaneceu separado da União estadunidense de 1861 a 1865) que tinham como principal defesa a luta pelos interesses da classe branca contra medidas quebeneficiavam os negros e a luta incansável contra a abolição da escravidão. A bandeira deste “país” pode ser vista na picape que os dois jovens agressores usavam na trama, não apenas para a “decoração”...
tracking img