Análise do Discurso Francesa

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 9 (2012 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 30 de novembro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
ANÁLISE DO DISCURSO: ESCOLA FRANCESA

Jéssica Thays Schnaider1

Resumo
Esse artigo trabalha o tema Análise do Discurso da Escola Francesa, tem como objetivo compreender e investigar o campo da análise do Discurso, que surgiu na França na década de 60, com Michel Pêucheux, ela é um modelo metodológico que utiliza do materialismo histórico, da psicanálise e da linguística para compreender odiscurso. A prática social e histórica encontra-se presente a todo o momento na AD, pois o discurso é uma condição de produção, é a ligação entre as circunstâncias de um discurso. Apresenta-se aqui algumas características fundamentais para melhor entender a importância de analisar um discurso em sua formação discursiva. Essas características buscam explicar como a Análise do Discurso Francesaanalisa o enunciado do sujeito e sua memória discursiva, qual o contexto em que o mesmo está inserido e como surgiu o discurso, assim deixando explicito que a Análise do Discurso está além do que o senso comum determina, tornando-se o tema muito mais abrangente, com um único propósito de analisar aquilo que não é visto com clareza em um texto ou fala, ou seja, o interdiscurso que está inserido em umdiálogo ou em um texto. Para a AD, o sujeito é essencialmente ideológico e histórico, ele vai posicionar o seu discurso em relação aos discursos do outro, estando inserido em um acontecimento e uma sociedade. A AD rompe com a linguística e com a pragmática, sua especialidade é o campo do sentido e do interdiscurso que está por trás do discurso analisado, busca entender a ideologia, o acontecimento eo gênero então contextualizado neste discurso.

Palavras-chave: Análise do Discurso. Sentido. Enunciado. Interdiscurso.

1 INTRODUÇÃO

Discurso é uma palavra que encontramos diferentes denominações, no senso comum é utilizada apenas como fala, mas aqui o discurso será visto na forma científica, aonde vai além de apenas exposição oral ou escrita. Não existe apenas uma linha de análise dodiscurso, mas neste artigo será visto a Escola de Análise do Discurso Francesa, tendo como base principal a teoria de Michel Pêcheux.
A relação entre sujeito e discurso é um dos principais temas para entender qual é o propósito da Análise do Discurso Francesa, que tem como foco estabelecer a relação entre o simbólico e o político. Observa-se que a Escola de Análise do Discurso Francesa surgiu emuma época com muitos acontecimentos políticos, dessa forma influenciando na forma de analisar o Discurso.
A AD (Análise do Discurso) tem como objetivo trabalhar com os sentidos do discurso e não o texto ou fala em si, procura compreender a ideologia que está por trás do mesmo, ou seja, o discurso é heterogêneo e dialógico, pois são habitadas por outras vozes, outras falas para chegar a um novodiscurso.
Compreender o que está por trás de um discurso requer alguns fatores para que assim possa encontrar o significado daquele enunciado, fatores como língua, acontecimento e sentido são determinantes na Análise do Discurso.

2 ANÁLISE DO DISCURSO E SUAS CARACTERISTICAS
A análise do discurso surgiu na França na década de 60-70 com Michel Pêcheux, nesse período a França estava agitada emquestões políticas e culturais, por esse motivo a Análise do Discurso queria entender esse movimento político, analisando os discursos então produzidos, teorizando a linguagem em sua formação ideológica.
Conforme Carvalho (2008,p.17),
A concepção de “discurso” em torno da qual se estrutura o projeto de Michel Pêcheux, no contexto da França de 1969, aproxima-se da análise das condições de produçãoque tornam possível um enunciado, abrindo-se para a dimensão social e histórica na qual ele se insere.
A Análise do Discurso pode tratar de diversos assuntos relacionados à linguística, mas rompe com que a linguística faz em cada um deles, assim não existindo uma teoria da língua, isto é, uma teoria da gramática da língua. A análise do discurso não é anti-linguistica, ela apenas coloca a língua...
tracking img