Análise de distribuição de trabalho

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 10 (2269 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 17 de novembro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
1 INTRODUÇÃO

A insatisfação no ambiente de trabalho é fruto de vários fatores comportamentais. O fator que requer atenção especial é aquele, que se refere à distribuição do trabalho.
Muitas vezes o mau desempenho de um funcionário é causado por força reflexiva de outro colega, do responsável pelo setor, ou da política da empresa em não reconhecer e valorizar os seusrecursos humanos.
O trabalho não é distribuído eqüitativamente, alguns funcionários ficam sobrecarregados, tendo até que fazer horas extras, e outros ociosos, executando tarefas superiores ou inferiores à sua capacitação profissional, e um elenco muito grande de problemas desta natureza.
Para atingir a competitividade desejada, é necessário eliminar tarefas supérfluas,eliminar desperdício de tempo, eliminar altos índices de rotatividade de pessoal, eliminar queda na produção e dos níveis de qualidade, etc.
Quando por motivo de força maior for necessário "enxugar" o quadro de pessoal e tiver que demitir funcionários, normalmente o processo é feito de forma empírica (escolhendo os colaboradores  "pelas cores dos olhos"), demitindo muitas vezesexcelentes ativos intelectuais que "não aparecem" para as chefias.
Por estes e outros motivos torna-se necessário processar tecnicamente a análise da distribuição do trabalho.

2 Indicadores de Problema na Distribuição de Trabalho

Os gerentes devem conhecer alguns indicadores sobre a má ou boa distribuição do trabalho. Um deles e o principal no ponto de vista da maioriaé a insatisfação.
A também a demora na transmissão de dados, atrasos nas entregas de documentos e a entrada e saída de informações. O rendimento individual também pode ser um indicador de falhas na distribuição interna do trabalho. Devemos levar em consideração que a falha pode ser individual e também de toda a equipe.

2.1 Objetivos

O principal objetivo épossibilitar uma grande diagnose na qual se verificará a qualidade do trabalho, o seu rendimento, sua eficiência e a produtividade em relação aos investimentos feitos, para avaliar se é necessária alguma mudança para racionalizá-lo ou simplifica-los, levando sempre em conta a política e os objetivos da organização.
Temos, portanto dois grandes objetivos:
a) Um de naturezafuncional: que esta voltada essencialmente para a unidade e para a organização, vista como um todo integrado.
b) E outro de natureza comportamental: que esta voltada por meio dos artifícios permitidos pelas técnicas, com isso os conflitos podem ser minimizados ou até eliminados.

3 Etapas da Análise da distribuição do Trabalho

Todas as quatro etapas são importantes edependem das informações e da ajuda do pessoal que atua na unidade em análise.

3.1 Identificação das Tarefas individuais

Tarefas realizadas pelos funcionários, um a um, entendidas como um agrupamento de passos seqüenciais e guardam relação íntima com outra tarefa.
Geralmente o tempo tomado para cada tarefa é o da semana, ou seja, há o questionamento do tempo deexecução da tarefa durante o período de uma semana, mas nada impede que do mês, dia, hora etc.

3.2 Agrupar as tarefas semelhantes em atividades ou serviços

Nessa etapa é feita a identificação das tarefas que tenham caráter de similaridade ou complementaridade. É necessário somar uma tarefa à outra para que tenhamos um serviço. Essa etapa é facilitada pelo conhecimento que chefe efuncionário têm da unidade em estudo.
Para identificar os serviços ou as atividades existem duas alternativas. A primeira é a formulação da atividade ou serviço por meio da somatória das tarefas similares e complementares. A segunda é a opinião e o ponto de vista sobre os serviços realizados pela unidade. A primeira alternativa é mais confiável por exigir mais atenção do que a...
tracking img