Análise da contaminação do rio cubatão pela presença de coliformes fecais

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 32 (7810 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 15 de abril de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
INTRODUÇÃO

IDEALIZAÇÃO DO TRABALHO

A idealização do trabalho ocorreu devido a uma conversa entre os estudantes e o Eng.º Pedro de Sá Filho (Ex – Gerente de Controle Ambiental da Prefeitura Municipal de Cubatão), na qual percebemos a escassez de literatura e trabalhos científicos voltados para poluição do rio Cubatão. Os trabalhos encontrados são voltados à área de resíduosindustriais, que normalmente, não prosseguem, já que para as indústrias não é interessante ter a imagem denegrida com a constatação da poluição do rio Cubatão.

Desde a década de 80 é dada uma ênfase à poluição do ar, Cubatão foi considerada a cidade mais poluída do mundo, mas esqueceram -se de estudar e fiscalizar a poluição das águas.

O rio Cubatão é responsável pelo abastecimento deágua da região Metropolitana de Santos, por isso deveria ser fiscalizado e melhor cuidado.

DOS RECURSOS HÍDRICOS

A água é indispensável ao homem como alimento, para sua higiene e como fonte de energia, matéria-prima de produção, via para transportes e base das atividades recreativas que a vida moderna reclama cada vez mais (DERISIO, 1992a).
A água utilizada pelo homem vem defontes naturais de água doce, tais como poços, lagos e rios. Por segurança, essa água deve ser tratada para eliminar microorganismos potencialmente patogênicos. As estações de purificação de água são construídas com esse propósito.
Águas de esgoto ou residuais são águas já utilizadas pelo homem para fins domésticos ou industriais; elas devem ser tratadas antes de estar disponíveis novamente.Os microorganismos realizam o principal papel no tratamento do esgoto pela degradação de grande parte do material orgânico presente e pela decomposição de outras substâncias químicas indesejáveis.
As disponibilidades de água doce não são ilimitadas. É indispensável preservá-las, controlá-las e, se possível, acrescê-las. Como conseqüência da explosão demográfica e do rápido aumento dasnecessidades na agricultura e na indústria moderna, os recursos hídricos constituem objeto de uma demanda crescente. Não poderemos satisfazer a demanda, nem melhorar o nível da vida, se cada um de nós não considerar a água um bem precioso, que é necessário preservar e utilizar racionalmente (DERISIO, 1992b).
As águas naturais são classificadas de acordo com a sua localização como a água de rioque é considerada como águas superficiais. A microbiologia da água doce é uma parte da ciência de liminologia, que estuda a vida de todos organismos que vivem em lagos, rios e outros ambientes dulcícolas. (MICHAEL et.al., 1996a).
As mudanças ambientais drásticas em córregos e rios, criadas pela expansão rápida da urbanização e pelas mudanças no manejo do solo para cultivo, tornamimpossível descrever uma população microbiana específica (MICHAEL et.al., 1996b).
Alterar a qualidade da água significa prejudicar a vida do homem e dos outros seres vivos que dela dependem. A água na natureza é um fator abiótico, portador de elementos benéficos que contribuem para a qualidade do ambiente. Contaminando-a, corremos o risco de destruir esses elementos benéficos e assim, detransfigurar o processo de autodepuração ou mesmo de modificar, de maneira desfavorável e irreversível, o meio vivente. As águas superficiais e subterrâneas devem ser preservadas da contaminação. Toda diminuição importante da qualidade ou da quantidade de água corrente ou represada, corre o risco de tornar-se nociva para o homem e para os outros seres vivos (DERISIO, 1992c).
Não há vida semágua. A água é um bem precioso, indispensável a todas as atividades humanas.
A água pode ser perfeitamente límpida, inodora e insípida e ainda constituir–se em água imprópria para o consumo humano. Os contaminantes que poluem a água são classificados em três categorias: químicos, físicos e biológicos.
A água pode colocar em perigo a saúde e a vida se apresentar microorganismos...
tracking img