Análise critica sobre o impeachment de fernando lugo

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 2 (333 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 15 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
No dia 22 de Junho de 2012 , o ex presidente da República paraguaia Fernando Lugo , sofreu o processo de impeachment e foi deposto pelo senado paraguaio,medidas anti-democráticas já que este nãoteve tempo para se defender ,além de tais motives serem inconsideráveis para a tal deposição . Segundo Lugo “O Estado Democrático foi Ferido”. Os motivos apresentados pela oposição foram : Ter vínculoscom movimentos sociais ,Ter deixado crescer o índice de violência no país ,Retificar o chamado protocolo de Ushuaia 2 ,Ter apoiado as manifestações de jovens esquerdistas no Comando de Engenharia dasForças Armadas em 2009 ,Submeter militares as ordens de sem-terra em Nacunday no começo de 2012 ,o placar no senado ficou de 39 a 4 para os senadores da oposição (Partidos de Direita) ,em seu lugarficou seu vice ,Federico Franco Goméz que votou para a deposição de Lugo . O movimento ocasionou várias manifestações à favor de Lugo , Um confronto armado deixou seis policiais e 11 camponeses mortosem Curuguaty, a 250 km da capital. Estes acontecimentos geraram a suspensão do Paraguai ao Mercosul ,segundo os países integrantes do bloco o governo Paraguai adotou medidas anti-democráticas com a oprocesso de deposição do ex presidente Fernando Lugo tal processo foi batizado com o nome de Golpe de Estado Branco ,o Paraguai esta suspenso por tempo indeterminado da Mercosul . Alguns paísesintegrantes da Mercosul ,fizeram algumas manifestações como o caso da Argentina que retirou o seu embaixador das terras paraguais ,a presidente Dilma rousserff também se manifestou dando um depoimentoreforçando a idéia de tais atitudes serem um Golpe de Estado Branco . A Venezuela aproveitou - se da situação para reforçar o seu pedido de integração ao Mercosul já que o único país que não aprova aadesão da Venezuela ao Mercosul era o Paraguai, Mas para o governo paraguaio o problema não é a Venezuela, mas "a linha política e ideológica" do presidente venezuelano, Hugo Chávez.



Nome :...
tracking img