Amor é prosa

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 138 (34325 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 5 de maio de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Arnaldo Jabor

Amor é prosa, sexo é poesia
Crônicas afetivas

Sobre a digitalização desta obra:
Esta obra foi digitalizada para proporcionar de maneira totalmente gratuita o benefício de sua
leitura àqueles que não podem comprá-la ou àqueles que necessitam de meios eletrônicos para
leitura. Dessa forma, a venda deste e-book ou mesmo a sua troca por qualquer contraprestação é
totalmentecondenável em qualquer circunstância.
A generosidade é a marca da distribuição, portanto:
Distribua este livro livremente!
Se você tirar algum proveito desta obra, considere seriamente a possibilidade de adquirir o
original.
Incentive o autor e a publicação de novas obras!

Visite nossa biblioteca! Centenas de obras grátis a um clique!
http://www.portaldetonando.com.br

Um rostoinesquecível
RITA LEE FEZ uma música com a letra tirada de um artigo que escrevi, sobre
amor e sexo. A música é linda, fiquei emocionado, não mereço tão subida honra, quem
sou eu, quase enxuguei uma furtiva lágrima com minha gèlida manína por estar num
disco, girando na vitrola sem parar com Rita, aquela hippie florida com consciência
crítica, aquela hippie paródica, aquela mulher divinamentedividida, de noiva mutante ou
de cartola e cabelo vermelho que, em 67, acabou com a caretice de Sampa e de suas
lindas minas pálidas.
A música veio mesmo a calhar, pois ando com uma fome de arte, ando com
saudades da beleza, ando com saudade de tudo, saudade de alguma delicadeza, paz, pois
já não agüento mais ser apenas uma esponja absorvendo e comentando os bodes pretos
que os políticos produzem noBrasil e o Bush lá fora. Ando meio desesperançado, mas
essa canção de Rita trouxe de volta a minha mais antiga lembrança de amor. Isso mesmo:
a canção me trouxe uma cena que, há mais de 50 anos, me volta sempre. Sempre achei
que esse primeiro momento foi tão tênue, tão fugaz, que não merecia narração. Mas vou
tentar.
Eu devia ter uns seis anos, no máximo. Foi meu primeiro dia de aula nocolégio, lá
no Méier, onde minha mãe me levou, pela rua 24 de maio, coberta de folhas de mangueira
que o vento derrubava. Fiquei sozinho, desamparado, sem pai nem mãe no colégio
desconhecido. No pátio do recreio, crianças corriam. Uma bola de borracha voou em
minha direção e bateu em meu peito. Olhei e vi uma menina morena, de tranças, com
olhos negros, bem perto, me pedindo a bola e, nessesegundo, eu me apaixonei. Lembrome que seu queixo tinha um pequeno machucado, como um arranhão com mercurocromo,
lembro-me que ela tinha um nariz arrebitado, insolente e que, num lampejo, eu senti um
tremor desconhecido, logo interrompido pelo jogo, pela bola que eu devolvi, pelos gritos
e correria do recreio. Ela deve ter me olhado no fundo dos olhos por uns três segundos
mas, até hoje, eu melembro exatamente de sua expressão afogueada e vi que ela sentira
também algum sinal no corpo, alguma informação do seu destino sexual de fêmea,
alguma manifestação da matéria, alguma mensagem do DNA. Recordando minha
impressão de menino, tenho certeza de que nossos olhos viram a mesma coisa, um no
outro. Senti que eu fazia parte de um magnetismo da natureza que me envolvia, que
envolvia a menina,que alguma coisa vibrava entre nós e senti que eu tinha um destino
ligado àquele tipo de ser, gente que usava trança, que ria com dentes brancos e lábios
vermelhos, que era diferente de mim, e entendi vagamente que, sem aquela diferença, eu
não me completaria. Ela voltou correndo para o jogo, vi suas pernas correndo e ela se
virando com uma última olhada. Misteriosamente, nunca mais aencontrei naquela escola.
Lembro-me que me lembrei dela quando vi aquele filme Love Story, não pelo medíocre
filme, mas pelo rosto de Ali McGraw, que era exatamente o rosto que vivia na minha
memória. Recordo também, com estranheza, que meu sentimento infantil foi de
impossibilidade; aquele rosto me pareceu maravilhoso e impossível de ser atingido
inteiramente, foi um instante mágico ao mesmo...
tracking img